Profissionais do Hospital Macrorregional de Coroatá recebem capacitação

Equipe do Hospital recebendo treinamento

O Governo do Maranhão operacionaliza um plano de reconfiguração na área da saúde para minimizar os efeitos da crise econômica e garantir assistência em todas as unidades de saúde. As atividades incluem treinamentos, otimização dos serviços e qualificação de equipes multidisciplinares, que incluem médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e demais profissionais.

No Hospital Macrorregional de Coroatá, por exemplo, a equipe do Núcleo de Qualidade da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) coordenou, de 6 a 9 de agosto, uma bateria de treinamentos para melhorar a qualidade hospitalar.

O presidente da EMSERH, Rodrigo Lopes, elogiou a iniciativa e destacou que, além das otimizações de serviços, o governo empenha-se para realizar atividades bem sucedidas em todas as unidades de saúde. “Sabemos que o momento atual da economia no Brasil não é fácil, mas estamos empenhados em fazer o melhor”, frisou.

Para a Gerente do Núcleo de Qualidade da EMSERH, Ana Carolina Marques, os treinamentos realizados pela equipe da Qualidade nas unidades, incluindo o Hospital Macrorregional de Coroatá, são fundamentais.

“A ideia é aprimorar e aperfeiçoar os processos de trabalho, organizar fluxos internos, focando na melhora da assistência e na segurança do paciente. Algumas áreas estão sendo reorganizadas de forma pontual, como o faturamento, com o objetivo de melhorar os registros e minimizar evasão de receitas, e o Núcleo Interno de Regulação (NIR), otimizando a utilização dos leitos hospitalares”, explicou Carolina Marques.

A especialista da Qualidade, Dominique Regina Oliveira, ministrado treinamento

Treinamentos – No Hospital Macrorregional de Coroatá, a equipe de Qualidade da EMSERH reorganizou os processos do Núcleo Interno de Regulação, com o objetivo de trabalhar melhorias da utilização dos leitos hospitalares, ampliando e qualificando os serviços disponibilizados pela Rede de Atenção à Saúde.

Na unidade, os treinamentos específicos contaram com o envolvimento dos profissionais do Serviço Social, e reorganizaram fluxos e processos de trabalho, dinamizando as competências e as atribuições profissionais na perspectiva da efetivação do direito social à saúde.

Além disso, foram identificados os profissionais ativos e inativos no CNES e alinhadas estratégias para atualização do cadastro do Hospital Alexandre Mamede Trovão. As atividades incluíram, ainda, o cadastro e liberação de acesso ao Cartão SUS, na recepção do hospital.

O diretor administrativo do Hospital Macrorregional de Coroatá, Fanfan Bezerra, enfatizou a importância das atividades de reestruturação realizadas, para garantir melhor atendimento à população do município e das cidades vizinhas. Sobre a suspensão dos serviços de neurocirurgia, ele garantiu que os pacientes não ficarão desassistidos. “Todos que precisarem serão encaminhados a unidades de emergências com a especialidade de neurocirurgia”, concluiu.