Pesquisador canadense destaca gestão Flávio Dino como exemplo de transparência para o Brasil

Em evento da Rede Nacional de Ouvidorias, realizado nesta quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, o professor canadense Robert Gregory Michener, pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV), apresentou estudo que mostra que, dentre os Estados brasileiros, o Maranhão é exceção na transparência com as informações públicas.

Segundo o estudo apresentado, a atual gestão agiu para dar transparência às informações. Durante a exposição, o pesquisador citou nominalmente o governador Flávio Dino como exemplo de governante supranacional referência em transparência. O estudo foi feito pelos professores Gregory Michener, Evelyn Contreras e Irene Niskier. O título do trabalho é “Avaliando os Cinco Anos da Lei de Acesso no Brasil”.

Robert Gregory Michener, pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Robert Gregory Michener, pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

“Os resultados positivos da política de transparência do Governo do Maranhão só foram possíveis graças a vontade política do governador Flávio Dino e da imensa dedicação dos servidores estaduais, com destaque para a equipe da Secretaria de Transparência”, enalteceu o secretário de Transparência e Controle, Rodrigo Lago. “O empoderamento do cidadão só é possível com uma gestão efetivamente transparente”, concluiu.

A V Reunião da Rede de Ouvidorias contou ainda com exemplos de boas práticas de realizadas pelas Ouvidorias dos Estados de Pernambuco e Alagoas. A Secretaria de Transparência do Governo do Maranhão foi representada pelo ouvidor-geral do Estado, Marcos Caminha.

Fonte: Secretaria de Estado de Transparência e Controle (STC)