Mais de 28 mil realizaram inscrições para seletivo da Emserh

No segundo processo seletivo simplificado realizado pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), foram feitas 28.326 inscrições de candidatos para integrar o quadro de profissionais do Laboratório Central (Lacem), Central de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar), Unidade Mista do Maiobão e Hospital Presidente Vargas – unidades de saúde da Rede Estadual. As inscrições foram realizadas entre 15 e 19 de outubro.

Leia mais: Emserh lança seletivo para Unidades da Rede Estadual de Saúde

O cadastro formado por meio do seletivo tem validade de 12 meses, a contar da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual ou menor período, a critério da Emserh. Entre nível fundamental, de nível médio e de nível superior, foram ofertadas 546 vagas, que correspondem às especialidades com salários que variam de R$799 à R$1.905.

Após a convocação os concorrentes às vagas do Lacem, Hemomar, Unidade Mista do Maiobão e Hospital Presidente Vargas deverão comparecer aos locais de entrega, a partir desta quarta-feira (21), até a próxima sexta-feira (23), das 8h às 19h, para apresentação dos documentos, cursos, títulos e experiência profissional, dispostos no ANEXO VII do edital, juntamente com a ficha de inscrição. O resultado final e a homologação do processo seletivo serão no dia 30 de outubro.

O secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, ressalta que a Emserh vem de fato tornar público o que é público. “O governo está fazendo, no Maranhão, uma ‘republicanização’ dos serviços. A ideia é que os profissionais ingressem nas unidades estaduais por mérito, e não por indicação. Isso é fundamental, pois quando estão trabalhando por consequência do mérito, tendem a ter um melhor desempenho, pois o padrinho delas é o seu desempenho”, afirmou.

Pacheco adianta que a tendência é o lançamento de outros editais nos próximos meses, inclusive cobrindo todas as unidades, pois faz parte do processo de republicanização a oferta de mão de obra para os institutos. “O que importa é que o principal fator de ingresso para trabalho de saúde no Maranhão, a partir deste governo, é o mérito”, pontua Marcos Pacheco.

Para o presidente da Emserh, Josué Vieira Filho, é uma satisfação ver a aderência satisfatória ao seletivo. “Estamos extremamente satisfeitos com o número de inscritos no seletivo para as quatro unidades que a Emserh fará a gestão a partir de novembro. O que sentimos provém do fato das pessoas terem acreditado na proposta do governo em oferecer oportunidade de trabalho para as mais variadas categorias de trabalhadores, sem indicações ou privilégios. Este segundo seletivo nós dá a certeza de que estamos no caminho certo e com o entusiasmo necessário para a realização do terceiro seletivo para as novas vagas na rede estadual de saúde”, considera o presidente.

Clique aqui e confira os resultados.