HCI desenvolve projeto voltado para os cuidados com a saúde física e mental dos profissionais da unidade

O cuidado com os pacientes diagnosticados com a Covid-19 tem pautado o trabalho incansável dos profissionais da saúde do Hospital de Cuidados Intensivos (HCI), unidade estadual de saúde exclusiva para atendimento aos pacientes com o novo coronavírus. Contudo, a unidade tem dedicado também esforços para valorizar e cuidar desses profissionais. Um projeto desenvolvido pelo Núcleo de Saúde do Trabalhador do hospital tem proporcionado momentos de relaxamento e de cuidados com a saúde física e mental. 

Toda semana é organizada uma programação envolvendo sessões de massoterapia, podologia, terapia capilar e rodas de conversa com pequenos grupos. “Em um hospital específico para Covid-19, em um momento de pandemia, em que os profissionais estão tão ligados à assistência, proporcionar esse momento de relaxamento, de valorização, é tão importante e tão diferenciado, que nos enche de felicidade. Isso os motiva, com a certeza de que em breve vamos passar por essa fase e vencer essa luta”, afirmou a diretora administrativa do HCI, Wilna Cardoso. 

Ainda dentro das atividades destinadas aos profissionais da unidade de saúde, são realizadas consultas com nutricionistas, com avaliação e orientação. Também é disponibilizado o trabalho com psicólogos, com sessões que variam de 30 a 40 minutos dentro da própria unidade e no horário de trabalho. As massagens e a terapia realizada com o uso de ventosas também têm sido utilizadas com os profissionais. 

“Esse trabalho é de grande valia para os servidores que estão precisando dessa ajuda. O serviço de psicologia é fundamental. O diálogo com esses servidores vai impactar positivamente na qualidade de vida deles por conta de todo esse estresse devido à pandemia”, reforçou a supervisora de Enfermagem, Raquel Pestana. 

De acordo com Wilna Cardoso, as atividades são realizadas por setor, a primeira sessão de massoterapia e ventosas, por exemplo, foi com os maqueiros, que desenvolvem um trabalho desgastante, empurrando macas, carregando pacientes, ajudando na mudança de posição dos pacientes nos leitos e no banho, realizando um trabalho que exige muito esforço físico. 

“Esse momento é muito importante, para podermos relaxar. Isso é muito bom porque reflete positivamente no nosso trabalho”, disse o maqueiro José Wilson de Sousa Matos. 

Jean Jeferson Barros Pacheco, que também trabalha como maqueiro no HCI, também foi submetido aos cuidados e aprovou. “Eu acho muito importante, pois nós fazemos muita força. A gente de fato precisa para aliviar as dores na coluna e nos braços”, disse.