Governo realiza 3º Encontro Interconselhos do Maranhão, com a participação do escritor Leonardo Boff

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), realiza, na próxima terça-feira, 1º de agosto, no auditório da Assembleia Legislativa do Maranhão, o 3º Encontro Interconselhos do Maranhão, com a presença de representantes de diversos conselhos e com o objetivo de promover a formação crítica dos conselheiros e debater sobre políticas públicas na perspectiva do controle social.

Leonardo Boff, teólogo e escritor, participará do evento como conferencista e vai ministrar palestra com o tema “A participação popular na conjuntura nacional e regional: desafios e perspectivas”. Todos os conselheiros estaduais foram mobilizados para o evento que tem inscrição prévia para participação. Os interessados poderão se inscrever no site da Sedihpop (www.sedihpop.ma.gov.br).

“Os conselhos têm uma função política muito importante, onde são destacados o controle social, a participação popular e fiscalização da gestão pública. No encontro deste ano serão colocados em debate a atual conjuntura política brasileira e os desafios que a sociedade deve persistir na garantia da democracia”, disse o secretário estadual de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves da Conceição.

O Interconselhos tem como foco o diálogo e o processo de formação política dos conselhos de direito e conselhos estaduais. No primeiro encontro, realizado em 2015, foi debatido o processo de estruturação dos conselhos. No ano seguinte, a pauta foi a metodologia de atuação de cada conselho. A participação popular é o tema primordial deste terceiro encontro.

Após a palestra com Leonardo Boff, será formada uma mesa de debates, com a participação do representante do Fórum Estadual Interconselhos pela Sociedade Civil, João Maria Van Damme, e da professora de ciência política do Departamento de Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Maranhão, Ilce Gomes.

Sobre o escritor
Leonardo Boff doutorou-se em teologia pela Universidade de Munique. Foi professor de teologia sistemática e ecumênica com os Franciscanos em Petrópolis e depois professor de ética, filosofia da religião e de ecologia filosófica na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Foi um dos criadores da teologia da libertação. É assessor de movimentos populares. Conhecido internacionalmente como professor e conferencista nas áreas de teologia, filosofia, ética, espiritualidade e ecologia. Em 1985 foi condenado a um ano de silêncio obsequioso pelo ex-Santo Ofício, por suas teses no livro Igreja: carisma e poder (Record).

Escreveu vários livros e foi agraciado com vários prêmios, entre eles, “Ecologia: grito da Terra, grito do pobre (Sextante)”, pelo qual recebeu o prêmio Sérgio Buarque de Holanda como o melhor ensaio social do ano de 1994 e em 1997 nos EUA foi considerado um dos três livros publicados naquele ano que mais favorecia o diálogo entre ciência e religião.

Foi assessor da Presidência da Assembleia da ONU ao tempo da administração de Miguel d’Escoto Brockmann (2008-2009) e participa atualmente do grupo de reforma da ONU, especialmente quanto à Declaração Universal do Bem Comum da Terra e da Humanidade.

3º Encontro Interconselhos do MaranhãoData: 1º de agosto de 2017Local: Assembleia Legislativa do MaranhãoTema: “Participação popular: desafios e perspectivas na conjuntura brasileira”, palestra com o escritor Leonardo Boff.Inscrições no site: www.sedihpop.ma.gov.br.

Powered by WPeMatico