17 de outubro de 2018

Governo promove Mutirão de Cirurgias de Fissuras Labiopalatinas no Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos

O mutirão é uma parceria do Governo com Organizações Não-Governamentais. (Foto: Márcio Sampaio)

A avaliação médica de 35 crianças com fissura labiopalatina referenciadas pela Rede Estadual de Saúde foi realizada nesta segunda-feira (15) no Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, em São Luís. O mutirão faz parte da IV Semana Nacional de Fissura Labiopalatina Smile Train, realizada em parceria com o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e as Organizações Não-Governamentais Smile Train e Céu da Boca.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, acompanhou a abertura do mutirão no Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, referência em atendimento materno-infantil da rede SES. “O hospital é referência no estado para cirurgias de fissurados. Atuamos em rede no tratamento completo das crianças acometidas pela má formação congênita. Tenho muito orgulho do serviço que foi implantado aqui. Os pais das crianças sabem que isso é muito mais do que um sorriso: é esperança”, afirmou.

Após a fase de triagem, 20 crianças com fissura labiopalatina, atendidas pela unidade, serão operadas. O atendimento no mutirão se estende até quinta-feira (18).

Laiel Davyson, de 1 ano e três meses, nasceu com fissura no lábio palatal. A criança, assistida Hospital Dr. Juvêncio Mattos, participou da triagem de atendimento do mutirão. “Não só com relação a parte estética, mas a parte funcional da voz, que é o maior problema: a voz anasalada. Graças a Deus essa cirurgia é oferecida aqui no Juvêncio e já ajudou meu netinho. Agora vamos para outra etapa que é a correção do céu da boca”, contou dona Raimunda Genovato, de 49 anos, avó de Laiel, moradores de São Domingos.

O cirurgião Henrique Cintra, do Rio de Janeiro, é voluntário na ação Operação Sorriso. “A gente compartilha com vocês do Maranhão a alegria de ter a referência para este tratamento no próprio estado. Vocês estão de parabéns”, disse.

Saiba mais:

O lábio fissurado e/ou a fenda palatina são aberturas no lábio e palato. Podem ser causadas por diversos fatores. É um defeito congênito por malformação na etapa inicial do desenvolvimento do embrião. Hoje, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta cerca de 300 mil casos de brasileiros portadores de fissuras labiopalatinas — uma a cada 650 crianças nascidas no Brasil. As consequências da fissura labiopalatal na vida de uma criança vão além da estética e podem causar problemas auditivos, infecções crônicas, má nutrição, má formação da dentição e dificuldades no desenvolvimento da fala. Frequentemente, observa-se o abandono escolar e a baixa da autoestima, ocasionando também problemas psicológicos.

Fonte: SES

Daucyana Castro

POSTAGENS

RECENTES


Governo disponibiliza drive-thru de testagem para a Covid-19 a partir de segunda-feira (4)

Por Daucyana Castro O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), vai disponibilizar, a partir [...]

Governo reduz espera de maranhenses por procedimentos oftalmológicos com o Programa Mais Cirurgias

Com o Programa Mais Cirurgias, o Governo do Estado tem ampliado a oferta de procedimentos oftalmológicos pelo Maranhão e, assim, [...]

UPA de Paço do Lumiar celebra dois anos de funcionamento com mais de 200 mil atendimentos

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paço do Lumiar completou, em 23 de junho, dois anos de funcionamento, contabilizando [...]