30 de abril de 2018

Governo investe em inovação na rede estadual de saúde com novos serviços na área oncológica

 

Com nova unidade, pacientes podem contar com tratamento oncológico perto de casa. (Foto: Márcio Sampaio)

De norte a sul do estado, os serviços de saúde alcançam a população maranhense. Na prevenção de câncer, mais uma vez, o Governo do Estado disponibiliza assistência especializada. Desta vez é a biópsia de congelação, que torna o diagnóstico do câncer de pele mais preciso e possibilita o tratamento precoce de lesões invasivas. O Hospital Regional de Caxias Dr. Everaldo Ferreira Aragão é a primeira unidade da rede estadual de saúde do leste do Maranhão a realizar o procedimento.

“Essa é a inovação que a rede estadual de saúde está ofertando de forma inédita para a população do leste maranhense. Em meio aos problemas pelos quais passa o país, a gestão do governador Flávio Dino melhora a vida das pessoas por meio da execução de serviços eficazes. Tenho reafirmado diariamente que desenvolvemos políticas públicas para que mais precisa. Mantemos o nosso compromisso com resultados em visíveis ganhos, notadamente com novos serviços de saúde na área oncológica para os pacientes, atendendo a importante demanda da região ”, frisou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A biópsia de congelação consiste em congelar o material coletado com uso de nitrogênio líquido e cortar a amostra em fatias laminares para análise em microscópio. A avaliação pelo patologista é feita com o paciente ainda na mesa de cirurgia e o laudo leva entre 15 e 20 minutos para ficar pronto.

Primeira cirurgia

A primeira paciente a realizar o procedimento é da cidade de Caxias. Ela foi diagnosticada com carcinoma basocelular, tipo de câncer de pele mais comum, e o tipo menos agressivo. A doença tem esse nome por ser um tumor constituído de células da pele que começam a se multiplicar de forma desordenada, dando origem ao tumor.

“O procedimento é mais uma prova de que a gestão estadual busca dar a maior garantia possível aos nossos usuários que tem à disposição uma rede de tratamento oncológico que está sendo configurada de forma descentralizada”, afirmou a secretária adjunta de Assistência à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Carmen Belfort. A mulher de 38 anos teve a lesão na mão direita, com recuperação mais rápida, com o retorno às atividades de rotina em um tempo mais curto.

“Realizamos o tratamento de dois pacientes portadores de extensos tumores de pele recidivado, cujo tratamento foi realizado com sucesso juntamente com a equipe de patologistas, juntos realizamos cirurgias com extrema precisão e com princípio curativo dos pacientes”, destacou o médico Antônio Moreira, especialista em Cirurgia Plástica Reparadora da unidade da SES.

De acordo com o médico, a biópsia de congelação é uma ferramenta importante na precisão cirúrgica, possibilitando em tempo real se a margem cirúrgica está livre de lesão ou comprometida. “É muito traumático para o paciente ficar com buracos pelo corpo. Por isso, existem técnicas que conseguem retirar o tumor preservando o máximo possível de pele. Na parte lesionada fazemos a reparação logo após a cirurgia”, pontuou.

Para o diretor geral da unidade, Jefferson Franklin Almada Coutinho, a incorporação do procedimento ao atendimento oncológico do Hospital Regional de Caxias ‘Dr. Everaldo Ferreira Aragão’ vai ter a capacidade de melhorar a assistência prestada pela rede estadual, aliando tecnologia de ponta e agilidade à garantia de saúde e qualidade de vida para as pacientes.

“Este procedimento faz parte dos exames obrigatórios para o serviço de oncologia. Hoje a Rede Estadual dispõe de mais um serviço de oncologia que vai atender pacientes de mais de 20 municípios. É um momento histórico para a população que mora na região do leste maranhense”, afirmou o diretor.

Assistência oncológica O Governo do Estado tem fortalecido as ações de prevenção e combate ao câncer disponibilizando assistência oncológica nas cidades de São Luís, Imperatriz e Caxias. Na capital, a rede assistencial de oncologia da SES conta com o Hospital de Câncer do Maranhão e a Casa de Apoio que funciona para dar suporte aos pacientes e acompanhantes vindos do interior.

Na assistência à saúde bucal na área oncológica, a população conta com os serviços da Unidade de Especialidades Odontológicas do Maranhão (Sorrir), inaugurada em fevereiro deste ano.

Na região do leste maranhense, a população conta com o Hospital Regional de Caxias Dr. Everaldo Ferreira Aragão (Caxias). A unidade hospitalar possui 26 leitos oncológicos e serviços de quimioterapia, apoio diagnóstico, exames e terapia.

No sul do Maranhão, a Unidade de Oncologia Pediátrica funciona com 30 leitos no anexo do Hospital São Rafael e é fruto de um contrato entre SES e o Hospital São Rafael. A unidade de saúde beneficia pacientes das regiões de saúde de Imperatriz, Balsas, Barra do Corda e Açailândia, totalizando 43 municípios, preenchendo um vazio assistencial desse público, que até então precisava, por exemplo, se deslocar para São Luís.

O convênio com o Centro Integrado de Tratamento Oncológico (Orocadium), clínica particular especializada em radioterapia em Imperatriz, disponibiliza assistência para pacientes do Maranhão e, também, para o Tocantins, com serviços de alta complexidade na especialidade oncologia – radioterapia e branquiterapia.

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde (SES)

Daucyana Castro

POSTAGENS

RECENTES


Equipe da rede estadual de saúde emociona paciente com ida à praia para rever o mar

Fotos: Laécio Fontenele “Só de estar aqui com vocês, com toda a equipe que me auxilia, que cuida da minha [...]

Moradores aprovam ações do Saúde na Praça em Magalhães de Almeida

“Essa ação é muito importante”, disse dona Neide Mildes de Araújo Silva Lima, de 46 anos, sobre o Saúde na [...]

Hospital Aquiles Lisboa realiza Semana da Enfermagem

Por Daucyana Castro O Hospital Aquiles Lisboa realizou, nesta semana, a VII Semana da Enfermagem, com o tema “A contextualização [...]