“Eu nasci de novo”, diz primeiro paciente do Hospital de Campanha ao receber alta

João Vicente foi o primeiro paciente a ter alta no Hospital de Campanha de São Luís

“É uma emoção muito grande voltar para casa. Eu nasci de novo”, afirma, emocionado, João Vicente Costa Neto, de 34 anos, sobre o que sentia depois de uma semana internado no Hospital de Campanha de São Luís. Ele foi o primeiro paciente internado na unidade construída pelo Governo do Estado na área de eventos do Multicenter Sebrae e também o primeiro a receber alta médica.

Diabético, João Vicente pode dizer que é mais um a vencer o novo coronavírus (Covid-19). “Eu fico até emocionado porque, como é uma luta grande de todo mundo, todo mundo quer ir pra casa, é muito difícil. Se a gente não tiver fé, a gente não ganha a batalha, como eu ganhei. Tem que ter força de vontade, bastante fé mesmo. Essa doença não é uma brincadeira. Essa doença é séria, os medicamentos são muito fortes. Todos aqui estão na mesma situação. Eu acho que sou o mais novo do Hospital todo. Eu venci”, conta.

Internado no dia seguinte à inauguração do Hospital de Campanha, João Vicente foi encaminhado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vinhais com febre persistente. Embora não tenha apresentado falta de ar, ele chegou a pensar que não superaria a doença por estar no grupo de risco. 

“As pessoas levam muito na brincadeira. Eu tive bastante febre, intensa, que eu pensava que não fosse vencer. E eu tô aqui, eu venci. Quase uma semana sem ver a minha família. Eu estava contando as horas e os dias para eu ter alta”, ressalta João Vicente, que elogia o tratamento que recebeu no Hospital de Campanha. “A internação aqui no Hospital foi muito boa. Os médicos, enfermeiros, a limpeza, a alimentação, os banheiros, tudo organizado, tudo em estado perfeito mesmo”, completou. 

A emoção de João Vicente é compartilhada por quem o tratou durante sua estada no Hospital de Campanha, como o médico Antônio Magno. “A gente que está na linha de frente, fazendo todo esse trabalho, fica muito emocionado. A recuperação de um paciente para nós é uma satisfação muito grande. Saber que a gente vai além de todas as fronteiras para poder dar o melhor de si e o melhor para o paciente. É uma vida humana, e cada vida que a gente salva, a gente fica com uma emoção que não tem nem palavras para explicar. Realmente é fora do comum essa sensação”, afirma. 

O Hospital de Campanha de São Luís foi construído pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), que administra a unidade. A estrutura dispõe de 200 leitos, sendo 186 de enfermaria e 14 de estabilização com respiradores.