Em um ano, Hospital de Chapadinha realiza mais de 2 mil cirurgias e quase 6 mil sessões de hemodiálise

O Hospital Regional de Chapadinha atende mais de 750 mil pessoas em 27 municípios da Região dos Cocais (Foto: Julyane Galvão)

O Hospital Regional de Chapadinha promoveu um grande café da manhã, no sábado (10), para os funcionários e pacientes, como parte das atividades comemorativas pelo aniversário da unidade, que completou ano de funcionamento neste domingo (11). Mais de 60 pessoas estiveram reunidas no local para confraternizar na unidade, que já realizou 2.129 procedimentos cirúrgicos, 5.830 sessões de hemodiálise e 67.714 exames de diagnóstico terapêutico.

Na solenidade de aniversário, houve entrega de troféus de reconhecimento pelo esforço dos colaboradores, momento religioso e distribuição de brindes.

Os benefícios da unidade para a população que vive na Região dos Cocais foram destacados pela secretária adjunta de Assistência à Saúde da SES, Carmem Belfort. “Mais marcante que os números, é a gratidão estampada nos rostos de cada paciente, pelo atendimento diferenciado aqui prestado. Festejar um ano parece pouco, mas os passos que são dados em prol da saúde dos pacientes tem sido muito grandes”, afirmou.

O hospital regional faz parte da rede da Secretaria de Estado da Saúde e, desde a inauguração, em agosto de 2018, oferta atendimentos regulados em várias especialidades – pediatria, ortopedia, cardiologia, mastologia, nefrologia, cirurgia vascular e obstetrícia de alto risco. A unidade ainda realiza exames laboratoriais, de radiologia, mamografia, tomografia computadorizada, ecodopplercardiograma (ecocardiograma), eletrocardiograma e ultrassonografia.

“A atenção que a gente encontra aqui não se vê em nenhum outro lugar. Desde a equipe técnica até os médicos, todos foram muito dedicados com o meu caso. O setor da alimentação também está de parabéns, pois minha alimentação foi bem cuidada enquanto eu estive internado. Fiquei muito satisfeito!”, disse o paciente Francisco de Assis, de 21 anos, de São Bernardo do Maranhão.

Estiveram presentes ao aniversário o deputado estadual, Paulo Neto; a secretária de saúde de Santa Quitéria, Ivanilde Barros Vale; e autoridades locais.

Balanço

Hospital Regional de Chapadinha completou um ano (Foto: Julyane Galvão)

Desde a entrega da unidade à população, o hospital realizou 2.129 procedimentos cirúrgicos, 5.830 sessões de hemodiálise e 67.714 exames de diagnóstico terapêutico, como raio-x, ultrassom, mamografia e laboratoriais. O hospital atende mais de 750 mil pessoas em 27 municípios da Região dos Cocais.

De acordo com o diretor geral do Hospital Regional de Chapadinha, Francisco de Assis, a satisfação com o atendimento é reflexo de uma gestão compromissada com a saúde e o bem-estar do paciente.

“Passado um ano, as conquistas são evidentes através do alto índice de satisfação dos pacientes e acompanhantes. Também destacamos o número de atendimentos, de exames diagnósticos e laboratoriais, internações, além das inúmeras cirurgias realizadas. Tudo isso contribui para a redução das demandas reprimidas dos municípios, diminuindo as filas de espera e garantindo Saúde de qualidade a população maranhense”, afirmou o diretor Assis.

Hospital realizou 5.830 sessões de hemodiálise em um ano de funcionamento (Foto: Julyane Galvão)

Osmarina Teixeira, de 45 anos, é uma das pessoas beneficiadas pela estrutura implantada em Chapadinha. Doente renal crônica há mais de 10 anos, a dona de casa afirmou que sua vida melhorou desde de que começou a fazer o tratamento no hospital regional.

“Estou muito feliz em poder fazer meu tratamento perto da minha família, no meu município. Antes, precisava sair de madrugada para chegar a São Luís e voltar. Hoje, eu chego no Hospital Regional de Chapadinha às 6h e 11h já estou almoçando na minha casa”, destacou.

“Sentimento de gratidão, por hoje termos todo esse suporte na alta complexidade. O município de Chapadinha tem sido agraciado pela assistência ofertada pelo Hospital Regional de Chapadinha”, afirmou a secretária de saúde de Chapadinha, Mônica Pontes.

Fonte: SES