Transparência marca gestão de unidades hospitalares da rede estadual de saúde durante pandemia

Por Poliana Ribeiro

Novos equipamentos de saúde têm sido inaugurados na rede estadual para reforçar o enfrentamento do novo coronavírus. Na tarde desta sexta-feira (8), a Clínica São José, no Centro, passou a fazer parte da estrutura montada pelo Governo do Estado para atender aos pacientes acometidos pela doença, com 35 leitos de enfermaria e três de isolamento. Já na próxima semana, está prevista a entrega do Hospital de Campanha, localizado no Multicenter Sebrae, com capacidade para 200 leitos. Apesar dos desafios, com unidades montadas emergencialmente, a gestão desses equipamentos tem sido marcada pela transparência. 

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, o Governo do Estado tem conseguido, com muito trabalho, enfrentar o novo coronavírus. “Muita gente apostou que íamos entrar em colapso e que não daríamos conta. Hoje, a gente continua mostrando o resultado de um trabalho realizado com seriedade e que tem como principal objetivo salvar vidas”, disse o secretário.

Para o presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), Marcos Grande, o Governo do Estado tem feito um grande esforço para tentar aumentar sua capacidade instalada. “Esse aqui é mais um desses esforços. A Clínica São José terá uma capacidade máxima de 55 leitos, e a gente já inaugura com 35 leitos de enfermaria e três de estabilização. Tem sido um grande desafio para EMSERH, mas, com o esforço coletivo de toda a sua equipe, temos dado a resposta necessária”, destaca. 

Apesar de muitas estruturas estarem sendo montadas em tempo recorde, para Marcos Grande, transparência e seriedade têm marcado a gestão desses equipamentos. “A responsabilidade da EMSERH com os recursos públicos que tem recebido é altíssima. O que a gente tem feito é cumprir a legislação vigente. O Governo Flávio Dino é um dos mais transparentes do Brasil. Todos os gastos públicos que estão sendo feitos estão sendo publicizados nos portais de transparência, nos sites específicos das secretarias, da EMSERH. Esse é um momento que ninguém nunca viveu”, ressalta o presidente da EMSERH.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Lula Fylho, o momento é de esforço conjunto. “Mais uma parceria aqui, quando se soma esforços a coisa acontece em prol da população. A EMSERH vai gerir, a Secretaria de Estado da Saúde é a grande contratante e a Secretaria Municipal de Saúde, através da Prefeitura, vai fazer um convênio com o Estado e repassar o recurso para a operação dessa unidade. Então, dando as mãos para ajudar a população, todos saem ganhando”, afirma.