SES promove seminário de atualização sobre doenças respiratórias e o novo coronavírus

Profissionais de saúde da rede pública e privada participaram nesta terça-feira (10) do Seminário de Atualização sobre Doenças Respiratórias e o Novo Coronavírus. Promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) no auditório do Palácio Henrique de La Rocque, o encontro foi realizado com o objetivo de atualizar os profissionais de saúde para diagnóstico e manejo clínico das doenças respiratórias, incluindo o novo coronavírus (COVID-19). Durante o seminário, foram abordados também assuntos como fluxo de atendimento e da realização dos exames laboratoriais.

Durante abertura do evento, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destacou a importância do Sistema Único de Saúde (SUS) no combate à doença. “Qualquer pessoa que chegue em nossas unidades terá o mesmo tipo de tratamento, e isso é graças ao SUS. Parabenizo os profissionais de saúde que fazem parte deste sistema e faz a rede de assistência dar certo. Lembramos que não há motivos para pânico. Estamos tomando as providências necessárias e temos um sistema que tem condições para lidar com os casos suspeitos e possíveis casos confirmados”, explicou o secretário.

A secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Waldeise Pereira, também participou do encontro e enfatizou o papel dos profissionais de saúde no atual contexto de alerta. “É uma forma de atualizar os profissionais sobre o cenário e alinhar ainda mais a atuação nas áreas de trabalho. Os profissionais têm a capacidade de tranquilizar a população, pois estão preparados para que possamos vencer o cenário que estamos passando”, esclareceu. 

Pela manhã, a programação do seminário incluiu assuntos como a situação epidemiológica e manejo clínico da Influenza A (H1N1), com a médica infectologista Giselle Boumann; e os procedimentos para diagnóstico laboratorial das doenças respiratória (H1N1 e COVID-19), com a bioquímica do Laboratório Central do Maranhão, Letícia Botelho Soares Santos.

“Precisamos estar conscientes das medidas de prevenção. Enquanto profissionais de saúde, não podemos esquecer que essas medidas contra o novo coronavírus são as mesmas tomadas para os demais tipos de doenças respiratórias. Esse seminário é o momento de aumentarmos a capacidade de todos, propagando informações corretas para evitarmos ao máximo que essas doenças continuem se propagando pela sociedade”, destacou a médica infectologista Giselle Boumann.

No período da tarde, foram abordados temas como a situação epidemiológica e manejo clínico da COVID-19, com a médica infectologista Rosângela Cipriano; e o fluxo de atendimento dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e COVID-19, com o diretor clínico do Hospital Presidente Vargas, Dimitri Vidal de Oliveira Garbis. Os participantes tiveram a oportunidade de debaterem e fazerem seus questionamentos aos palestrantes e técnicos da Secretaria de Estado da Saúde.

“Nós, profissionais de saúde, temos uma responsabilidade enorme, pois cabe a nós tomar as providências e decisões acertadas para reduzir ao máximo a possibilidade de transmissão. Vale destacar que a Secretaria de Estado da Saúde está atenta, monitorando os casos suspeitos e prestando a assistência conforme os protocolos definidos”, esclareceu Léa Márcia Melo Costa, superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES.

Quem participou do seminário aprovou a iniciativa. “Estamos lidando diariamente com as pessoas, que estão muito preocupadas com a situação mundial. Por isso, é importante que estejamos atualizados e informados para repassar esse conhecimento àqueles que usam o sistema público de saúde”, contou Rafaella Pedrosa, diretora administrativa da Policlínica Diamante.