Secretário de Saúde visita unidades da rede estadual em Imperatriz

 

Secretário acompanhou os serviços e ações estratégicas desenvolvidas na Região Tocantina. (Foto: Márcio Sampaio)

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), vistoriou, nesta segunda-feira (4) e terça-feira (5), as unidades estaduais de saúde no Imperatriz. Além da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, visitou o Centro de Medicina Especializada (Cemesp), o Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto, o Hospital Regional Materno Infantil e, também, a Unidade Regional de Saúde.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula destacou que a visita nas unidades é fundamental para implementar melhorias no atendimento. “Estamos investindo em ações que beneficiem os usuários dos serviços públicos de saúde. Em agenda na região, aproveitamos para visitar as unidades de saúde, conversar com as equipes e com a população que é atendida pelos serviços”, ressaltou.

O primeiro local visitado foi o Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto, inaugurado em agosto de 2016. A unidade atende pacientes das regiões de saúde de Imperatriz, Balsas, Barra do Corda e Açailândia, totalizando 43 municípios.

Na visita ao Hospital Regional Materno Infantil e a Unidade Regional de Saúde, a gestão estadual verificou in loco os serviços e ações desenvolvidas na região Tocantina. No hospital, o secretário Carlos Lula vistoriou a terceira etapa das obras de melhorias, conversou com funcionários e pacientes. Cerca de 700 partos são feitos todos os meses no hospital.

A agenda foi encerrada, nesta terça-feira (5), com as visitas ao Cemesp e a UPA. “A gestão do governador Flávio Dino vem fortalecendo a execução de políticas públicas eficazes no Maranhão. Dessa forma, cumprimos o papel de tratar a saúde de forma responsável, que resolve de fato os problemas da população”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A diretora Geral da UPA de Imperatriz, Keilane Carvalho, destaca os avanços na saúde pública com o funcionamento da Unidade. “Os serviços implantados na UPA foram ampliados pelo Governo do Estado, nos fazendo sair de uma média de 7 mil atendimentos por mês, para mais 10 mil, chegando até 15 mil atendimentos nos períodos das viroses sazonais”, disse Keilane Carvalho.

fonte: Secretaria de Estado da Saúde(SES)