Rede hospitalar do Maranhão ganha plano de segurança no trabalho

SESMTFotoPrincipalInterna

Palestra sobre Prevenção de incêndio Foto: divulgação

As atividades estão sendo coordenadas pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares – EMSERH

Unidades de saúde e hospitais do Maranhão geridos pela EMSERH estão sendo contemplados com a implantação do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT). As atividades integram o plano de atividades do Serviço de Segurança do Trabalho da EMSERH e incluem a padronização de documentos, procedimentos, treinamentos e ações preventivas, além da capacitação de todos os profissionais que cobrem a rede hospitalar no estado.

“Nosso trabalho é conscientizar os profissionais da rede para a importância de prevenir acidentes de trabalho”, enfatiza o engenheiro de Segurança do Trabalho, Edgleyson Macedo Lopes. De acordo com o plano de atividades, 33 unidades de saúde estaduais já foram contempladas, sendo 19 delas em São Luís e 14 no interior. O planejamento semestral do SESMT, segundo Edgleyson Macedo, inclui as unidades de saúde antes contempladas pelo IDAC. Seguindo o plano de ação do SESMT, a equipe levará as atividades para os municípios de Carutapera, Timon e Itapecuru-Mirim.

A expectativa é que até o fim deste ano todas as unidades de saúde do Maranhão estejam contempladas com o plano de capacitação em segurança no trabalho. As ações do SESMT  incluem ainda a instalação e manutenção de extintores de incêndios. 577 extintores foram ativados nas unidades.

“O trabalho do SESMT vai além da orientação e instalação de equipamentos, como extintores de incêndio, pois o desafio maior é conscientizar para as normas e procedimentos adequados a serem seguidos no ambiente de trabalho”, frisou Edgleyson Macedo Lopes.

Equipe Sesmt/EMSERH

Equipe Sesmt/EMSERH

A diretora do Núcleo de Gente e Gestão da EMSERH, Grasiella Nunes, disse que o trabalho do SESMT na empresa é primordial não só para a saúde ocupacional dos colaboradores, mas também na atuação junto às atividades que integram as áreas da empresa, como os setores de compra, licitação e financeiro. “Esse trabalho é para além do foco na saúde ocupacional. É preciso promover ações que gerem resultados positivos tanto na saúde, na capacitação e para a economia de recursos da empresa”, salientou Grasiella Nunes.

Quanto às atividades de capacitação pelo SESMT, Grasiella destacou o impacto do SESMT na economia da empresa, reduzindo consideravelmente os gastos. “O impacto do SESMT é global e não pontual”, disse, acrescentando que, com base nos relatórios do SESMT, houve redução considerável no percentual de acidentes de trabalho, de 3,5% em 2016 para 0,3% em julho deste ano.

Fonte: EMSERH