Programas de Residência Médica e Multiprofissional do Estado realizam aula inaugural para novas turmas de residentes

Novos residentes participaram nesta quinta-feira(1) da aula inaugural dos programas das Residência Médica e Multiprofissional da rede pública estadual. A aula aconteceu no Palácio Henrique de La Rocque e reuniu profissionais da saúde, entre eles, médicos, psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas e assistentes sociais e nutricionistas.
O evento contou com a participação do presidente da EMSERH, Vanderley Ramos que falou sobre a importância do investimento na qualificação profissional para a saúde do estado.

Este ano os programas de Residência em Saúde disponíveis na rede pública estadual oferecem 48 vagas em sete programas de Residência Médica e em dois programas de Residência Multiprofissional. Serão 32 vagas para médicos residentes nas áreas de Clínica Médica, Cirurgia Geral, Dermatologia, Ortopedia e Traumatologia, Pediatria, Psiquiatria, Urologia, Obstetrícia e Ginecologia, e 16 vagas para Residência Multiprofissional nas áreas de Enfermagem, Psicologia, Farmácia, Serviço Social, Nutrição e Fisioterapia (veja box com o descritivo da distribuição de vagas).
A médica, Samira Mendes Braide, é uma das novas residentes do programa de Cirurgia Geral e falou sobre a oportunidade de participar da Residência Médica.

A Coordenadora das Residência Multiprofissional do Piauí, Giselle Maria Lustosa, foi uma das participantes da aula inaugural e falou sobre a importância do programa de residência na rede pública estadual

Investimentos
Em 2018, os programas maranhenses de Residência em Saúde recebem novos e importantes investimentos, entre eles, fornecimento de jalecos para os profissionais residentes e a concessão, a partir de março, de bolsa-auxílio para tutores e preceptores dos programas. O secretário de Estado da Saúde falou sobre estes investimentos:

O benefício mensal de R$ 2 mil foi garantido após a aprovação pela Assembleia Legislativa do projeto de lei 354/17 de autoria do governo Estadual, concedendo a bolsa-auxílio de forma permanente.

Fonte: Comunicação e Marketing/EMSERH