População é beneficiada com ações do “Outubro Rosa” no Pam Diamante

pan out rosaDeuzuita Macedo Bezerra, 79 anos, saiu de casa, no início da manhã desta terça-feira (11), para fazer o exame eco-dopller no Centro de Especialidades Médicas e Diagnóstico Dr. Luiz Alfredo Netto Guterres – Pam Diamante. Diante da oferta do exame de mamografia, reforçada pela campanha “Outubro Rosa”, a aposentada foi uma das mulheres atendidas nas ações de diagnóstico precoce e rastreamento do câncer de mama. A rede de diagnóstico e tratamento é intensificada pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), tanto para a sociedade quanto para os profissionais de saúde.

O cuidado com a saúde é uma das prioridades da aposentada Deuzuita Macedo Bezerra, mas ela deixou de fazer o exame clínico das mamas e a mamografia nos últimos dois anos por conta de outros problemas de saúde. Ciente do risco, ao participar da abertura da Campanha “Outubro Rosa”, no Pam Diamante, recebeu a informação e o encaminhamento para realização dos exames. “Tenho um pouco de dificuldade para sair de casa. Hoje, na companhia do meu sobrinho, era pra fazer somente o eco-dopller. Aproveitei para fazer logo a mamografia”, comemorou.

Para o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, o Pam Diamante, assim como outras unidades, está mobilizado para prevenção do câncer de mama. “No momento que nossos profissionais detectam precocemente o câncer de mama, a chance de cura da doença é muito maior. Vamos avançar ainda mais na promoção e fortalecimento da atenção à saúde da mulher no nosso estado, com a oferta de exames de prevenção e tratamento”, comentou o secretário.

Angelita dos Santos Cutrim, 56 anos, está atenta às alterações da mama. Dentro da faixa etária de 50 a 69 anos para rastreamento do câncer, a dona de casa aguardava sua vez para avaliar a saúde da mama. Adepta do autoexame não identificou nódulos, porém apresenta muitas dores na região. “A dor na minha mama aumentou. Fiquei preocupada”. Para ela, a campanha “Outubro Rosa” serviu como um lembrete para o exame.

A médica mastologista do Pam Diamante, Yara Carolina Sena, alerta que a campanha “Outubro Rosa” é uma oportunidade para colocar os exames em dia, reduzindo o risco de mortalidade e aumentado o diagnóstico precoce. “Além do câncer de mama ser um dos mais comuns no mundo inteiro, ele é uma doença altamente curável. O fato de a mamografia pressionar a mama faz com que o exame tenha uma precisão maior. A dor durante o exame é relativa. A maior parte das mulheres não sente dor durante o exame”, observa.

Mamografia

O Pam Diamante possui dois mamógrafos, sendo um deles considerado o mais moderno da rede de atendimento do Estado, segundo o médico radiologista do Pam Diamante, Joelson Castro Milhomem. Os equipamentos têm capacidade para 1.300 mamografias por mês. “São mamografias digitalizadas que contribuem para o diagnóstico mais preciso”, disse.

Na abertura da campanha “Outubro Rosa”, do Pam Diamante, o público presente recebeu orientações sobre o câncer de mama, realizou exame de mamografia, assistiu à apresentação de dança do ventre, entre outras atividades de saúde como verificação da pressão arterial. “Oferecemos diversidade de especialidades médicas e diagnóstico por imagem no Pam Diamante. É o nosso dever atender bem. É assim que determina o governador Flávio Dino e o secretário de estado da Saúde, Carlos Lula”, disse o diretor do Pam Diamante, Phil Camarão.