Maranhão ganha reforço de R$ 22,1 milhões para Atenção Básica de Saúde

O ministério da Saúde vai destinar R$ 22,1 milhões para qualificar, ampliar e fortalecer os serviços de Atenção Básica, no Sistema Único de Saúde (SUS), no Maranhão, beneficiando 84 municípios do estado. O anúncio foi feito durante encontro, realizado na segunda-feira, 31, entre o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, com prefeitos e gestores de saúde do estado.

Os recursos possibilitarão o custeio de 187 novas equipes de Agentes Comunitários de Saúde; 41 novas Equipes de Saúde da Família; 48 novas equipes de Saúde Bucal; 54 novos Núcleos de Apoio à Saúde da Família; 01 nova Equipe de Consultórios na Rua e 08 novas Equipes de Saúde Prisional. Para custear os novos serviços de saúde bucal, a pasta está destinando R$ 1,8 milhão ao estado do Maranhão.

“É com satisfação que anuncio novos recursos para a Atenção Básica do Maranhão e dizer que todos os repasses do Governo Federal para o estado estão em dia. Temos feito grande esforço para ampliar e melhorar todos os serviços. Ano passado, publicamos todos os recursos de média e alta complexidade que estavam disponíveis, tramitados e com documentação em dia. Agora, fizemos o mesmo com as portarias de Atenção Básica”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. De acordo com o ministro, a pasta vai continuar avaliando novos pedidos que venham a ser feitos, além de dar continuidade a boa parceria na saúde entre União, Estados e municípios.

Apenas nesta gestão, já incluindo os R$ 22,1 milhões, o estado do Maranhão foi contemplado, até o momento, com R$ 204,3 milhões. Deste total, R$ 22,2 milhões foram destinados ao custeio de 76 serviços de média e alta complexidade, que estavam funcionando sem contrapartida federal, como leitos de UTI, SAMU, nefrologia, oncologia, serviços cardiovasculares e laboratórios de próteses dentárias, sendo R$ 450 mil apenas em 2017.

EMENDAS PARLAMENTARES – Quanto às emendas parlamentares, foram empenhados, ano passado, R$ 158,9 milhões, dos quais R$ 141,1 milhões foram pagas. Neste mês, também foram pagos, por meio de emendas, R$ 1 milhão de incremento temporário do teto de média e alta complexidade para os municípios de Estreito, Porto Franco e São Bernardo.

O estado também foi beneficiado com sete Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em 2016, nos municípios de Barra do Corda (1), Coroatá (1), Imperatriz (1), São Luis (3) e São José Ribamar (1), com custeio anual federal de R$ 6,3 milhões. Este ano, Maranhão ganhou mais uma UPA, no município de Imperatriz, com custeio anual federal de R$ 1,5 milhão.

No início deste ano, o estado também recebeu reforço na rede de urgência e emergência, com a doação de seis novos veículos para renovar a frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), ao custo de R$ 1,3 milhão. Os veículos beneficiaram os municípios de Carolina (1), Grajaú (1), Estreito (1), Coroatá (1), Imperatriz (1) e Porto Franco (1).

Fonte: Agência Saúde