Maranhão ganha ferramenta digital para prevenção da AIDS

A Casa Acolher, entidade sem fins lucrativos de apoio a pacientes diagnosticados com HIV, lançou sexta-feira (30), o aplicativo Xovê.

Inédito, o app Xovê agrupa tudo o que uma pessoa precisa saber sobre as IST’s (Infecções Sexualmente Transmissíveis), principalmente a AIDS. No aplicativo as pessoas ainda têm acesso aos locais aonde podem ser feitos exames e tratamento em São Luís, entre outras funções.

Na solenidade que aconteceu no Hemomar, no bairro Jordoa, em São Luís, unidade gerida pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), ocorreram também as celebrações pelo aniversário de 1 ano da Casa Acolher. Para o Coordenador da Instituição, mais do que um aplicativo, o Xovê é uma ferramenta de conscientização que vai ajudar a reduzir índices relacionados ao HIV no Maranhão.

I

Atualmente no Hospital Presidente Vargas, unidade gerida pela EMSERH, existem perto de seis mil pacientes em acompanhamento regular de HIV.

A diretora geral do hospital, Leyna Lima , vê o aplicativo como sendo de extrema importância na luta pela prevenção das DSTs/Aids, principalmente na orientação ao público jovem.

Quanto mais precocemente a pessoa se descobrir soropositiva e iniciar o tratamento adequado, menor o dano causado pelo HIV a vida do paciente. Além disso, o tratamento apropriado leva a uma queda de 96% na possibilidade da transmissão do vírus. Daí a importância dessa nova ferramenta.

Para a Superintendente de Assistência à Saúde da SES, Jamilly Lima Pontes, que na oportunidade representou o Secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, o aplicativo vem fortalecer as ações que já são realizadas para prevenção do HIV no estado.

Fonte: Comunicação e Marketing EMSERH