Mais de 3600 atendimentos foram realizados pela Força Estadual de Saúde, em Imperatriz

Desde de abril, a população de Imperatriz é atendida pela Força Estadual de Saúde (Fesma). Por iniciativa do Governo do Maranhão, estas equipes atuam com ações estratégicas no enfrentamento da mortalidade infantil e materna, com foco na atuação da mulher, saúde da criança, hipertensão e suas alterações, diabetes, controle da hanseníase, entre outros. De abril a agosto, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou 3.650 atendimentos da Fesma.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, o programa demonstra o esforço da gestão estadual em trabalhar a redução da mortalidade materno-infantil e as vulnerabilidades da população. “A Fesma continua atuando nos trinta municípios do Plano Mais IDH. Em Imperatriz, o programa inédito reforça o atendimento e promove a construção de uma atenção básica forte, sustentável e eficiente”, destacou.

Mutirão

Para intensificar o atendimento da população, um mutirão de atendimentos da Fesma foi realizado, quarta-feira (18), na sede da Associação dos Moradores do Residencial Sebastião Régis, em Imperatriz. Na ocasião, as equipes registraram cerca de 120 atendimentos. Cerca de 81 adultos e 39 crianças foram assistidos na ação. O mutirão contou com consultas médicas, de enfermagem, aferição de pressão arterial, atendimento em fisioterapia, orientações nutricionais, assim como vacinação para crianças e adultos, além de vacinação animal.

De acordo com a secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Waldeise Pereira, a SES adotou o mutirão como estratégia intensificar a prestação de assistência à saúde da população do bairro Sebastião Régis. A localidade possui cerca de 3 mil habitantes. “O intuito foi, de maneira ampla, fazer a estratificação dos pacientes de risco, e fazer as referências com os devidos acompanhamentos para a rede municipal”, explicou.

Segundo a coordenadora da Fesma, Cheila Farias, a ação impulsionou o atendimento das equipes da Fesma, em Imperatriz. “Buscamos tanto dar assistência em saúde como impulsionar a cobertura de imunização em crianças e adultos. A atividade contribuiu para o fortalecimento do trabalho realizado pelos profissionais que atuam na Força Estadual em Imperatriz”, disse.