Mais Asfalto contribui para estímulo ao turismo e desenvolvimento de todo o estado

O programa atua na pavimentação de vias urbanas, na construção e melhoramento de rodovias e na manutenção de estradas. Foto: Divulgação

Com o investimento de R$ 2 bilhões, o programa Mais Asfalto, do Governo do Maranhão, está desenvolvendo várias ações na área de infraestrutura em todo o estado interligando regiões, facilitando o escoamento da produção, construindo e melhorando acessos ao turismo e oferecendo mais mobilidade urbana aos maranhenses. O Mais Asfalto atua na pavimentação de vias urbanas, na construção e melhoramento de rodovias e na manutenção de estradas.

Em dois anos e meio da gestão realizada pelo governador Flávio Dino, o Estado deu um salto na recuperação da infraestrutura viária com a construção e melhoria de 10 trechos rodoviários de grande importância estratégica, mas que por décadas estavam abandonados, como a Estrada do Arroz. Já foram entregues mais de 490 quilômetros de asfalto até agora, o que corresponde a um investimento de R$ 318 milhões.

Os serviços de construção e melhoramento de rodovias estaduais continuam avançando pelo Maranhão, atualmente mais 24 trechos rodoviários estão em obras. Para manter a qualidade das estradas, o governo está trabalhando na manutenção de 3.000 quilômetros distribuídos nas interligações dos 217 municípios. Além das rodovias, o Mais Asfalto está ajudando os municípios na pavimentação de ruas e avenidas, com a previsão de 1.500 quilômetros de asfalto para alcançar todos os municípios maranhenses até 2018.

“O programa Mais Asfalto do Governo Flávio Dino é um programa importante que junta construção de rodovias, manutenção e conservação de rodovias e asfaltamento de ruas e avenidas. Quando nós juntamos essas intervenções, o montante ultrapassa a casa do bilhão de reais, investimento muito importante para melhorar a qualidade de vida das pessoas, gerar emprego, renda, promover o desenvolvimento econômico e social através inclusive do escoamento da produção, garantir o acessos aos serviços públicos de qualidade e dessa forma fazer com que o Maranhão continue avançando com a correta aplicação dos recursos públicos”, destaca o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

O Mais Asfalto vem melhorando gradativamente a vida de milhões de maranhenses. Em 2015 e 2016 foram investidos R$ 274 milhões, garantindo a restauração de mil quilômetros de malha asfáltica em mais de 150 municípios do estado com 170 intervenções. Com a nova etapa do Programa Mais Asfalto, vias urbanas de 100 municípios do estado estão recebendo asfalto a partir do investimento de R$ 150 milhões, é o maior programa de mobilidade urbana do Maranhão. Embora a pavimentação de vias urbanas não seja uma responsabilidade do Estado, o governador Flávio Dino está apoiando os municípios maranhenses e o Mais Asfalto para vias urbanas é uma dessas ações.

O programa atua na pavimentação de vias urbanas, na construção e melhoramento de rodovias e na manutenção de estradas. Foto: Divulgação

Interligando regiões

O Governo do Maranhão está interligando todas as regiões do estado para garantir o desenvolvimento da economia, do turismo e da mobilidade. Com uma malha viária de 5.228,22 quilômetros, divididos em 217 municípios, a Secretaria de Estado da Infraestrutura trabalha seguindo um planejamento sistemático de acompanhamento das 24 obras em andamento com investimento de R$ 900 milhões, além dos 10 trechos que já foram entregues à população.

O secretário adjunto de Obras Rodoviárias, Samuel Gonçalves, destaca o empenho do governo na construção de estradas em todo o Maranhão. “Apesar da crise financeira a qual nosso país passa, o Governo do Estado tem se empenhado bastante no sentido de cumprir o cronograma das obras. Independentemente do período chuvoso, por exemplo, esse ano, que foi bastante crítico, não tivemos cortes nas rodovias as quais estamos trabalhando e estamos desenvolvendo todos os esforços no sentido de até o fim do ano entregarmos 20 trechos rodoviários”, enfatizou.

Conectado com os estados do Tocantins, Pará e Piauí, o Maranhão faz parte do roteiro de escoamento da produção pela via rodoviária. Um dos trechos mais importantes com obras em andamento para o estado fica no Anel da Soja, com 65,7 quilômetros de extensão – que liga a cidade de Balsas na Rodovia MA-140 ao entroncamento da Rodovia MA-007, no povoado Ouro, que vai garantir o escoamento da produção de grãos beneficiando mais de 150 mil pessoas.

O Maranhão possui uma localização geográfica privilegiada, abrangendo quatro tipos de biomas brasileiros, com Mangues no litoral, Cerrado ao sul, Floresta Amazônica a oeste, Pantanal na região da Baixada, além do Parque dos Lençóis, o deserto maranhense, que possui três tipos: Caatinga, Cerrado e Amazônia.

O programa atua na pavimentação de vias urbanas, na construção e melhoramento de rodovias e na manutenção de estradas. Foto: Divulgação

“As nossas estradas estão dentro do circuito turístico mais procurado no Brasil. Com a construção dos 36 quilômetros da MA-315 entre Barreirinhas e Paulino Neves,  já está  mais fácil chegar a ‘Rota das Emoções’, viabilizando a ligação do litoral do Maranhão, a partir dos Lençóis ao litoral do Piauí, com o Delta do lado do Maranhão e do Piauí, até a cidade de Jericoacoara no Ceará, constituindo um polo forte de desenvolvimento turístico”, observou o secretário adjunto Samuel Gonçalves.

No primeiro semestre deste ano, mesmo com o volume intenso de chuvas já foram concluídos 1.913 quilômetros de trechos rodoviários que interligam cidades às rodovias estaduais e federais. Na Regional de Imperatriz foram 260 km recuperados nos trechos – Imperatriz-Buritirana-Amarante, entr. BR 0-10 a Montes Altos e BR 010 ao retorno da Suzano – foram investidos mais de R$ 7 milhões.

Na Região Metropolitana de São Luís, por exemplo, estão sendo investidos R$ 11 milhões na recuperação do pavimento das MAs-201 e 202  desde a Forquilha à São José de Ribamar e Maioba. Na regional de Itapecuru Mirim os trechos de Matões do Norte a Cantanhede e Cantanhede a Pirapemas terão 40 km de estrada recuperadas. A regional de Santa Inês conta com 4 trechos em execução, um deles é Carutapera a Cândido Mendes que vai receber a técnica de microrevestimento que garante maior durabilidade da rodovia.

Outras regionais também já tiveram os serviços de manutenção e recuperação finalizados esse ano como Caxias-Baú, Matões-Parnarama, Cujupe-Pinheiro, Morros-Icatu.

Conservação das rodovias

Além de construir rodovias, o Governo do Maranhão trabalha na manutenção constante das estradas. São desenvolvidas ações de prevenção e atendimento emergenciais. As obras de conservação incluem a recuperação do pavimento asfáltico, capina nas laterais da pista, colocação ou recuperação de meio-fio e sarjeta onde for necessário, além de sinalização. Para esse acompanhamento da malha viária, o governo destinou R$ 100 milhões para as obras de manutenção e conservação de 3 mil quilômetros de rodovias estaduais em 2017.

As manutenções e recuperações das rodovias estão sendo realizadas em doze regionais – Pinheiro, Itapecuru Mirim, Santa Inês, São Luís, Caxias, Codó, Bacabal, Santa Quitéria, Colinas, Balsas, Grajaú, e Imperatriz. De acordo com a secretaria adjunta de Manutenção de Obras Rodoviárias, existem 37 trechos em execução. Ela explica que desde o ano passado a gestão estadual aderiu ao uso da técnica de microrevestimento na realização das obras, o que aumenta a vida últil do asfalto entre 5 a 7 anos.

“O procedimento desta técnica começa após a etapa tradicional de tapa buracos, onde primeiramente são realizados preenchimentos dos buracos e, em seguida, é utilizada a nova tecnologia. Ela funciona em qualquer tipo de pavimento e garante a qualidade de estrada nova. Esse material é novidade no mercado, mas já está sendo usado em outros estados. É muito eficiente, pois além de dar o efeito de uma estrada nova, ele também proporciona segurança para quem precisa transitar nas vias”, informou o secretário adjunto de Manutenção de Obras Rodoviárias da Sinfra, João de Luna.

Powered by WPeMatico