INSÔNIA: mal afeta quase metade da população brasileira e mundial, segundo OMS

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgados neste ano, a insônia afeta 40% dos brasileiros e 45% da população mundial.

De acordo com especialistas, cerca de 75% dos pacientes com depressão, relatam dificuldade para dormir ou insônia. Segundo o psiquiatra Diogo Monteiro há dois tipos de insônia, a primária e a secundária.

Quando a pessoa sofre com a falta de sono em excesso, é importante que procure uma assistência médica. Em muitas situações, é preciso o uso de medicamentos para combater a insônia, em outros casos não há necessidade de chegar a esse extremo.