14 de janeiro de 2021

Iniciativas contribuem com a doação de sangue para salvar vidas no Maranhão

Fotos: Laécio Fontenelle

Por Eduardo Ericeira

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) vem incentivando as doações de sangue para aumentar o estoque de bolsas disponíveis, especialmente neste começo do ano, período considerado crítico por conta das férias. Alcançado pelo apelo, um grupo de estudantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão (FAPEMA), através de um projeto criado desde 2018, tem reforçado o incentivo, trabalhando na conscientização e mobilização de doadores de sangue. 

O projeto foi organizado pelo professor de biologia Wagner Macedo da Silva. “A ideia é que os meus alunos doem e façam esse trabalho de conscientização. E vamos além das doações. A proposta é que, no final de todo ano, a gente possa fazer uma grande ação na escola para a doação aproveitando a estrutura do Hemomar”, explicou o professor que desenvolve o trabalho no Centro de Ensino Cruzeiro de Santa Bárbara, escola da Zona Rural de São Luís, onde ele leciona.

Cada bolsa de sangue coletada, segundo a direção do Hemomar, ajuda até quatro pessoas que estão necessitando. “A formação desses grupos para doar é fundamental para nos ajudar com o estoque e, consequentemente, ajudar pessoas que estão necessitando de sangue. Já temos vários parceiros tanto aqui na capital quanto no interior do estado, prefeituras que colaboram com o nosso trabalho, grupos de igrejas e grupos empresariais. Toda ajuda é bem-vinda”, destacou a diretora geral do Hemomar, Clícia Galvão. 

Nas redes sociais, os alunos já criaram um perfil no Instagram para ajudar na mobilização de doadores. Estudantes mobilizados por meio do perfil “SalvarUma_Vida”, já iniciaram as doações. Um dos voluntários é Danyllo de Jesus Pires Caldas, aluno do 3° do ensino médio, no Centro de Ensino Cruzeiro de Santa Bárbara.

“Primeira vez que vim doar. Já tinha essa vontade desde muito novo. Considerando o resultado, a gente está tirando apenas uma gota de sangue nossa para salvar vidas. Veio a iniciativa do projeto, aí uniu o útil ao agradável. Foi tudo muito tranquilo. Pretendo vir doar outras vezes e estimular pessoas a virem doar também”, pontuou. Atualmente, estão sendo coletadas em média de 160 a 170 bolsas de sangue por dia, quando o ideal é que chegasse a pelo menos 300 diariamente. 

Para doar sangue, a pessoa precisa, entre outros pré-requisitos, estar saudável, pesar acima de 50 quilos, estar alimentada, levar um documento oficial com foto e não ingerir alimentos gordurosos nas horas que antecedem a doação. Quem tem 16 e 17 anos também pode se dirigir ao Hemomar, desde que acompanhado do pai ou da mãe, ou de um responsável legal que possa assinar um documento de autorização.

Daucyana Castro

POSTAGENS

RECENTES


Governo disponibiliza drive-thru de testagem para a Covid-19 a partir de segunda-feira (4)

Por Daucyana Castro O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), vai disponibilizar, a partir [...]

Governo reduz espera de maranhenses por procedimentos oftalmológicos com o Programa Mais Cirurgias

Com o Programa Mais Cirurgias, o Governo do Estado tem ampliado a oferta de procedimentos oftalmológicos pelo Maranhão e, assim, [...]

UPA de Paço do Lumiar celebra dois anos de funcionamento com mais de 200 mil atendimentos

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paço do Lumiar completou, em 23 de junho, dois anos de funcionamento, contabilizando [...]