Hospital Pam Diamante realiza mutirão de consultas urológicas pela Campanha Novembro Azul

Foto-1_Divulgação_SES_18112017-Governo-realiza-mutirão-de-consultas-urológicas-no-PAM-Diamante-pela-campanha-Novembro-Azul-1024x614O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), continua o estímulo para viabilizar que a população masculina procure atendimento médico preventivo, durante todo o mês dedicado a Campanha Novembro Azul que reforça a atenção à saúde do homem, com foco no combate ao câncer de próstata, pênis e testículos. Como parte dessa programação, 120 pacientes foram atendidos, na manhã de sexta-feira (18), no mutirão de consultas urológicas no Centro de Especialidades Médicas e Diagnóstico do Diamante (Pam Diamante).

Os 120 pacientes atendidos no mutirão já haviam passado por triagem médica, considerando o perfil a partir de 40 anos com histórico de câncer na família, e a partir de 50 anos sem esse histórico familiar. “Graças ao investimento do Governo do Estado e ao empenho dos profissionais de saúde, a cada dia avançamos mais e mais na prevenção e combate ao câncer de próstata”, pontuou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Antes de iniciar o atendimento com os seis médicos urologistas que participaram do mutirão, os pacientes assistiram a uma palestra ministrada pelo médico urologista Antonio Minervino sobre a importância dos cuidados preventivos que evitam os principais cânceres relacionados à saúde do homem e que são de grande incidência no estado.

“Procuramos usar uma linguagem simples e que seja de fácil entendimento de todos, pois nosso principal objetivo é fazer com que eles entendam a importância dos cuidados com a higiene, para prevenir o câncer de pênis, e dos exames e consultas de rotina, para sempre manter o acompanhamento médico, visto que o homem não atenta para essa necessidade”, considerou o médico.

Prevenção

O eletricista Ivaldo Ferreira Santos, de 60 anos, foi um dos primeiros a ser atendido. Há dois anos ele não passava por uma consulta urológica e aproveitou a oportunidade para ficar em dia com a saúde. “Soube que teria as consultas e me cadastrei. Depois fiz os exames que pediram e agora estou aqui para a consulta. Sempre fazia esse acompanhamento e graças a Deus nunca tive nada. Mas é bom não descuidar e o homem às vezes não liga muito para isso”, disse Ivaldo.

O aposentado Sebastião Lemos, de 62 anos, também chegou a essa conclusão. “Temos que aprender a nos prevenir, como vimos na palestra. Eu mesmo não me consultava tinha um tempo. Acho essas oportunidades que facilitam as consultas importantes e nos faze ter mais acesso ao serviço de saúde”, considerou o aposentado.

Segundo a coordenadora de Enfermagem, Rafaela Pedrosa, os casos suspeitos para câncer que forem examinados serão encaminhados para unidades de referência no estado, como o Hospital de Câncer Dr. Tarquínio Lopes Filho, em São Luís. “Os médicos estão examinando e farão a avaliação de cada caso. Quando necessário serão realizados exames específicos que serão feitos no Pam e o paciente será encaminhado para tratamento em uma unidade de referência na Rede Estadual”, explicou Rafaela Pedrosa.