Hospital de Lago da Pedra será mais uma unidade a reforçar atendimento no interior do estado

O Hospital Regional Dr. Rubens Jorge, em Lago da Pedra, será mais uma unidade que fortalecerá a rede pública de saúde após o fim da pandemia do novo coronavírus. O equipamento foi entregue pelo Governo do Estado, nessa segunda-feira (8), para atender aos casos da doença na região, e posteriormente ser absorvido pela rede estadual.

“Essa entrega faz parte desse esforço que o Governo do Estado tem feito para ampliar sua capacidade instalada e regionalizar a saúde pública especializada no Maranhão. Então, aqui é mais um tijolo nessa construção de fazer uma rede de saúde pública forte e regionalizada para atender a população maranhense e salvar o maior número de vidas possível”, destacou Marcos Grande, presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), que gerencia a unidade.

O Hospital começa a funcionar com 25 leitos clínicos e 5 de UTI para receber pacientes com Covid-19 encaminhados pelas unidades básicas de saúde da região. Os pacientes chegarão, por meio da Central de Regulação do Estado, à unidade, que também dispõe de ambulatório, por onde será feita a triagem dos pacientes. Caso não haja indicação de internação, será entregue medicação, de acordo com o protocolo adotado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Já se houver necessidade de internação, o paciente ocupará um dos leitos do Hospital.

“Após o período da pandemia, (a unidade) vai servir para atender outras clínicas, conforme o perfil da região e a demanda reprimida que já existe aqui. Essa interiorização (da doença) foi o que nos alertou, e a Secretaria de Estado da Saúde, com o aval do nosso governador, fez todo um esforço para que a gente pudesse montar em tempo hábil a unidade para que pudesse assistir a população da região”, ressaltou Mayrlan Avelar, superintendente de acompanhamento da rede de serviços da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Para o prefeito de Lago da Pedra, Laércio Arruda, a entrega do hospital é um momento de alegria para a população do município, mas de preocupação também por causa da pandemia. “É um momento de alegria misturado com preocupação. Infelizmente a pandemia nos causa essa preocupação, essa tristeza pelas vidas que já foram, mas a alegria de saber que agora, mais do que nunca, nós poderemos dar mais atenção à vida das pessoas porque está sendo de grande utilidade”, afirmou.