Hospital de Câncer do Maranhão oferece atividades lúdicas e integrativas a acompanhantes de pacientes

 

Acompanhantes de pacientes do Hospital do Câncer em atividades integrativas. (Foto: Márcio Sousa)

Todas as sextas-feiras acompanhantes de pacientes em tratamento de câncer no Hospital de Câncer do Maranhão têm uma manhã diferente. As equipes da Secretaria de Estado da Saúde (SES), no hospital, desenvolvem diversas atividades para quebrar a rotina dos que acompanham familiares na unidade por meio do projeto Bem Acompanhado.

A cada semana uma área da equipe multiprofissional é acionada para realizar as atividades coletivas, que podem ser dinâmicas em grupos, atividades lúdicas, de entretenimento. Na última sexta-feira (8), foi a vez do alongamento e da brincadeira caça ao tesouro monitorado por equipes da terapia ocupacional.

Talline Noleto é acompanhante da mãe em tratamento de câncer no estômago e terminou a atividade aliviada de dores na coluna. “Fico muito tempo sentada ao lado da cama, estava com dores na lombar. O alongamento diminuiu as dores e me fez pensar em outras coisas além da doença da minha mãe. Sair do quarto para respirar novos ares me deixou animada”, disse a jovem.

Luzia Santos está acompanhando o marido em tratamento de câncer na bexiga há quatro meses e desabafou sobre a rotina tensa que vive desde então. “Todo dia eu acordo e preciso renovar as forças. Quando soube desta atividade ontem à tarde fiquei ansiosa porque é uma oportunidade de esticar o corpo cansado de estar parado em uma cadeira dia e noite. Termino a atividade descontraída e alegre. Meu marido precisa de mim animada e com sorriso no rosto”, contou Luzia.

Acompanhantes de pacientes do Hospital do Câncer em atividades integrativas. (Foto: Márcio Sousa)

Para a terapeuta ocupacional, Camille Azevedo, a presença dos acompanhantes nas atividades reforça o objetivo do projeto que é tirar do quarto o acompanhante e oferecer a ele um momento de relaxamento e descontração.

“Não é fácil passar dia e noite vendo o familiar enfrentar todas as etapas do tratamento de câncer, e ainda, precisa estar forte para transmitir confiança ao paciente, então, sair um pouco desta tensão revigora o bem-estar, dando uma nova energia e esperança a pessoa”, afirmou Camille Azevedo.

Projeto Bem Acompanhado

O projeto é desenvolvido para atender os acompanhantes, que em geral ficam também “internados” na unidade para os cuidados com o paciente. Coordenado pela equipe multidisciplinar da Clínica de Cuidados Paliativos, profissionais de fisioterapia, terapia ocupacional e psicologia fazem parte do projeto.

Acompanhantes de pacientes do Hospital do Câncer em atividades integrativas. (Foto: Márcio Sousa)

fonte: Secretaria de Estado da Saúde (SES)