Hemomar reforça captação de sangue após as férias

O controlador de operação de serviços, Gabriel Aires Silva, procurou o Hemocentro de São Luís para doar sangue e ajudar a sobrinha de uma amiga. “É uma recém-nascida, o que me deixa ainda mais feliz em poder ajudar uma pessoa que está começando a vida. Sangue é vida, é extremamente gratificante”, conta Gabriel Aires Silva.

Há necessidade contínua da captação de doadores de sangue para abastecer os Hemocentros do Maranhão. A Hemorede estadual é composta por oito unidades, localizadas em São Luís (Hemomar) e por Núcleos de Hemoterapia nos municípios de Imperatriz, Balsas, Caxias, Santa Inês, Codó, Pinheiro e Pedreiras. Todas as unidades são administradas pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH).

Socorro Ferreira, Coordenadora do setor de Captação do Hemomar
(foto divulgação)

“A Hemorede do Maranhão atende as agências transfusionais nos municípios maranhenses. O importante é que o sangue chegue à pessoa”, ressalta Maria do Socorro Ferreira de Oliveira, coordenadora do setor de captação de doadores do Hemocentro de São Luís.

De acordo com a coordenadora do Hemomar, recentemente, a instituição passou por um período complicado no ano, que foi o mês de festividade junina e logo em seguida as férias escolares, quando tradicionalmente aumenta a demanda de pessoas em busca de sangue e diminui o número de doadores nos Hemocentros.
“Às vezes acontece também de estarmos com um estoque bom de um determinado tipo de sangue e de outro, não”, ressalta.

Ao longo do ano o setor de captação de doadores do Hemomar desenvolve ações permanentes, como campanhas e palestras educativas, buscando parceiras e aumento de doações. Nos períodos de Carnaval, São João e na semana do doador, ocorrida no mês de novembro, as campanhas de incentivo à doação de sangue são reforçadas.

Além disso, o Hemomar conta com a coleta externa feita por sua unidade móvel e também com agendamento de doações, feitas por grupos de entidades “Nossa intenção é estar sempre buscando aumentar o número de doadores. Temos que fazer as pessoas entenderem a grandiosidade desse gesto”, destaca Socorro Oliveira.

Lucas Vieira é doador permanente desde 2016
(foto divulgação)

Consciente da importância do gesto, o funcionário público Lucas Vieira Andrade foi até o Hemocentro em São Luís doar pela primeira vez em 2016.

De lá pra cá não deixou mais de doar. “A princípio fui para ajudar uma pessoa, há aproximadamente três anos. Me sinto feliz em poder estar ajudando, é muito importante, tem muitas pessoas necessitando e devemos ajudar o próximo”,  destaca o funcionário público.