25 de abril de 2022

Hemomar comemora 40 anos com festa e homenagens aos colaboradores

Fotos: Laécio Fontenele

Funcionários, colaboradores, parceiros e a comunidade em geral comemoraram, nesta segunda-feira (25), o aniversário de 40 anos do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar). O evento, realizado na sede da instituição, contou com a presença do Secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes; do presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), Marcello Apolônio Duailibe Barros.

Com bolo, alegria, música e homenagens, a instituição comemorou a chegada de sua quarta década prestando serviços essenciais à manutenção do pleno funcionamento da rede de saúde.

O Secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes, destacou em sua fala os desafios da saúde nos anos de pandemia; a retomada gradual das atividades e a análise da ampliação das atividades do Hemomar.

“Parabenizo a servidores, usuários e funcionários por esta data comemorativa que representa o reconhecimento aos grandes serviços prestados à saúde pública do Maranhão. Sabemos que tivemos nestes últimos anos atípicos, por conta da pandemia. Desafios imensos lançam nosso olhar para demandas ainda existentes na rede de saúde. Saibam que a expansão da hemorrede também a localidades mais longínquas faz parte do planejamento visualizado na gestão do governador Carlos Brandão”, ressaltou Fernandes.

Mesa de abertura contou com a presença do secretário de Estado da Saúde Tiago Fernandes

Instituição que figura entre as pioneiras no ciclo de hemocomponentes na região nordeste, o Hemomar iniciou suas atividades em 22 de abril de 1982, fruto do estabelecimento da política nacional de sangue e hemocomponentes, que fomentou a criação de hemocentros estaduais.

Funcionando em todo esse período de forma ininterrupta, o Hemomar passa por um processo constante de expansão, agregando hoje em seu escopo de atividades, além da sede, a coordenação dos 7 hemonúcleos regionais e 19 agências transfusionais no Maranhão. Tais equipamentos garantem o fluxo de sangue e hemocomponentes necessários a salvar vidas de pacientes emergenciais, a realização de cirurgias eletivas e, ainda, atendimento a demandas de pacientes oncológicos e portadores de patologias hematológicas.

Para o presidente da EMSERH, Marcello Duailibe, o momento é de comemoração, mas também de visualização de novas metas. “Parabenizo a todos e todas que participaram e participam da história incrível dessa instituição, pois sem estes colaboradores não existiriam as conquistas, nem a prestação desse serviço essencial ao funcionamento do sistema de saúde. Enquanto gestor da EMSERH, me coloco à disposição e conto com todos que constroem essa rede para possibilitar o melhor atendimento em saúde pública no Brasil”, disse.

Presidente da EMSERH fala sobre novas metas

A diretora geral do Hemomar, Clícia Galvão, destacou a importância da hemorrede e de seus profissionais na gestão dos hemocomponentes. “Nosso grande objetivo é que todo o estado possa receber sangue de qualidade, todo paciente possa ter acesso. Isso só é possível por meio de profissionais aguerridos que desempenham excelentes contribuições nesses 40 anos do Hemomar”.

Atuando ainda como unidade de referência no cuidado a pacientes com patologias do sangue, o Hemomar realizou, apenas em 2021, mais de 61 mil atendimentos a usuários com doenças hematológicas por meio da equipe multidisciplinar formada por médicos, biomédicos, farmacêuticos bioquímicos, odontólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, enfermeiras, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e psicólogos.

O diretor administrativo do Hemomar, Davison Lima, lembrou a eficiência do trabalho como norte das atividades na instituição. “A instituição chega a uma data de maturidade, que representa também a força e qualidade de nossas equipes. Ano passado o Hemomar distribuiu mais de 113 mil hemoderivados, tal marca só pode ser alcançada com uma gestão eficiente e profissionais comprometidos com a saúde pública”.

Apesar da diminuição do número de doadores no contexto dos anos da pandemia de Covid, a hemorrede recebeu no ano passado na triagem cerca de 96 mil candidatos à doação de sangue.

Outro importante serviço é o cadastramento de doadores voluntários de medula óssea, que funciona desde 2002. De lá pra cá, o hemocentro já enviou mais de 50.000 cadastros ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), que reúne dados para consulta toda vez que um paciente precisa encontrar um doador.

HOMENAGENS E APRESENTAÇÕES CULTURAIS

Durante o evento 11 colaboradores entre os mais antigos da instituição receberam um certificado de Honra ao Mérito pelos serviços prestados com qualidade ao longo da existência do Hemomar.

Daucyana Castro

POSTAGENS

RECENTES


Governo realiza ações do Saúde na Praça no município de Açailândia neste sábado (28)

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares [...]

Governo leva Saúde na Praça à população da Região de Itapecuru-Mirim

Fotos: Ilano Lima O Governo do Estado levou, nesta quarta-feira (25), as ações do Programa Saúde na Praça ao município [...]

Lacen comemora 103 anos de fundação com ação para colaboradores

O Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen-MA) completou na última sexta-feira, 20, 103 anos de fundação e para [...]