Governo recepciona novos residentes dos programas de Residência Médica e Multiprofissional

Nova turma de residentes iniciam atividades nesta segunda-feira

Profissionais da área de saúde da nova turma dos Programas de Residência Médica e Multiprofissional da Secretaria de Estado da Saúde (SES) participaram, nesta sexta-feira (28), no auditório do Edifício João Goulart, de uma cerimônia de boas-vindas realizada pelo Governo do Estado. Na ocasião, o governador Flávio Dino destacou os investimentos que o Maranhão tem feito na saúde e conclamou os novos residentes a defender e fortalecer cada vez mais o Sistema Único de Saúde (SUS).

“É claro que esse momento é, sobretudo, de celebração de méritos individuais, das horas de estudo, dos sacrifícios pessoais. É também a celebração de méritos familiares, porque sei do investimento afetivo e econômico que fazemos na formação dos nossos entes queridos. Mas eu gostaria de destacar o mérito da sociedade brasileira, que é a única sociedade, com centenas de milhões de habitantes do planeta, que mantém um sistema com a pretensão de ser público, universal, gratuito”, ressaltou o governador Flávio Dino. 

Para o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a existência dos programas da rede estadual ajuda a reduzir uma desigualdade regional na formação dos profissionais da saúde. “Durante muitos anos, as residências se concentraram, sobretudo, no Sul e Sudeste do país, formava muita gente aqui que ia para lá e não voltava. Hoje, o nosso intuito é o oposto: é fixar os maranhenses aqui, oferecer um programa de qualidade para eles e, também, eventualmente trazer os de fora para cá, os que reconheçam a qualidade da nossa rede e tenham condições de se fixar aqui no Maranhão”, destacou.

No Programa de Residência Médica, os novos residentes atuarão nas áreas de clínica médica (Hospital Dr. Carlos Macieira); cirurgia geral e cirurgia básica (Hospital Dr. Carlos Macieira); ortopedia e traumatologia (Hospital de Traumatologia e Ortopedia – HTO); psiquiatria (Hospital Nina Rodrigues); pediatria (Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos); dermatologia (Hospital Dr. Carlos Macieira); e urologia (Hospital Dr. Carlos Macieira).

No Programa de Residência Multiprofissional, profissionais de enfermagem, psicologia, farmácia, serviço social, nutrição, fisioterapia, odontologia atuarão nas áreas de Atenção em Neonatologia (Hospital Infantil dr. Juvêncio Mattos); Atenção em Oncologia (Hospital de Câncer do Maranhão); e Atenção em Unidade de Terapia Intensiva Adulto (Hospital Dr. Carlos Macieira). Os programas são coordenados pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh).


“Se não houvesse o SUS, nós não estaríamos aqui. Nós precisamos defender, portanto, essa conquista civilizacional que o Brasil construiu”,

Flávio Dino, governador do Estado

O presidente da Emserh, Marcos Grande, também enfatizou a importância dos programas para o fortalecimento da rede pública de saúde. “Estamos recebendo, no nosso programa, 58 profissionais divididos entre Residência Médica e Residência Multiprofissional. A importância disso é o fortalecimento na nossa rede pública com profissionais da nossa região, que conhecem as peculiaridades do nosso povo, que já residem aqui, que já conhecem a nossa rede. Isso faz com que a nossa rede pública de saúde seja fortalecida, em contrapartida disso a formação desses profissionais em casa”, analisou.

Representando a nova turma de residentes, a psicóloga Mariana do Nascimento Silva falou sobre a conclusão de vários ciclos e o início de mais um. “Muitos de nós sonhamos com essa conquista por muito tempo, dedicamos horas de estudo, abrimos mão de muita coisa, inclusive de muitos momentos de lazer com pessoas importante para nós. E muito provavelmente foram essas pessoas que nós convidamos para estar aqui conosco hoje e que compreenderam nossas ausências e hoje compartilham conosco mais um passo em direção aos nossos objetivos”, afirmou.

Os novos residentes iniciam o programa na segunda-feira (2) cumprindo uma carga horária de 60h semanais. Desde 2009, foram formados 101 médicos pela residência médica – a primeira turma de residentes multiprofissionais será formada em março, uma vez que o programa teve início em 2018.

Após a solenidade, os residentes participaram da aula magna “Ética e Bioética em Formação em Saúde”, ministrada pela médica Maria Teresa Seabra, e, em seguida, receberam um kit com os jalecos que irão utilizar nas unidades de saúde e o regimento dos programas.