Governo oferece atendimento ambulatorial para casos da Covid-19 na Clínica São José

A Clínica São José, que integra a rede de saúde criada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) para atendimento a casos da Covid-19, está funcionando com ambulatório para casos leves. O serviço presta assistência a pacientes encaminhados pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), que são porta de entrada para atendimento aos casos suspeitos do novo coronavírus na capital. 

As UPAs são responsáveis pela triagem inicial os pacientes que, se houver recomendação médica, são direcionados ao ambulatório na Clínica São José para exames mais detalhados. A assistência no ambulatório é voltada, principalmente, às pessoas com sintomas leves da doença e que sejam portadores de comorbidades como hipertensão, diabetes, asma crônica ou transplantados. 

Os pacientes do ambulatório são submetidos a exames hematológicos, bioquímicos e de imagem (raio-x) e poderão receber medicamentos a partir da avaliação médica. O serviço também oferece acompanhamento aos pacientes através do agendamento de consultas de retorno para avaliação da evolução da doença. 

De acordo com o secretário adjunto de Atenção em Saúde (SAAS/SES), Carlos Vinícius Ribeiro, a inserção do serviço na Clínica se deu após a análise do comportamento do vírus na Ilha. “A mudança é uma adequação ao contexto de pandemia que temos vivenciado hoje na Grande Ilha. Os números de internação diminuíram e as nossas UPAs também estão registrando gradativo retorno à normalidade, tendo em vista a estrutura que foi montada e redimensionada conforme a progressão da doença”, afirmou. 

O serviço ambulatorial instalado na Clínica São José terá expediente diário, de segunda a segunda, sempre das 8h às 18h. No local, os pacientes irão contar com o apoio de médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e administrativos. O ambulatório fará ainda o referenciamento de pacientes para outras unidades hospitalares de referência para o Covid-19 instaladas em São Luís. 

Caso o paciente apresente algum agravamento no quadro clínico, o ambulatório dispõe de leitos de internação destinados para observação. Dessa maneira, os profissionais de saúde mantém o cuidado aos pacientes que apresentam comorbidades, evitando novas complicações de saúde e a evolução da doença, diminuindo também a necessidade do uso de leitos de internação em UTI.

FONTE: SES