4 de abril de 2022

Governo lança Campanha de Vacinação contra Influenza e Sarampo na Policlínica Cidade Operária

O Governo do Estado deu início, nesta segunda-feira (4), à 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza e à 8ª Campanha Nacional contra o Sarampo em todos os 217 municípios do Maranhão. As duas campanhas são direcionadas a diferentes públicos e acontecem de forma simultânea até o dia 3 de junho. O lançamento da campanha no estado foi realizado na Policlínica Cidade Operária, unidade que integra a Rede Estadual de Saúde. 

“As duas campanhas serão realizadas ao mesmo tempo, sendo que a vacinação contra Influenza contemplará as pessoas com 60 anos ou mais e profissionais da saúde, enquanto a mobilização contra o sarampo, somente os profissionais da saúde, inicialmente. Desta forma, o Governo do Maranhão segue dando apoio aos municípios para que, juntos, possamos atingir a maior cobertura vacinal no estado”, disse a secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Waldeise Pereira.

Além da Cidade Operária, o estado disponibilizou outros três pontos para vacinação na capital, que são: Policlínica Vinhais, Hospital Dr. Genésio Rêgo e o Hospital Aquiles Lisboa; funcionando das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. A população também pode contar com mais de 1.925 salas de vacinação distribuídas nos 217 municípios maranhenses.

Em todos os locais de aplicação das vacinas, as pessoas que integram os grupos prioritários devem apresentar documento com foto, cartão do SUS, carteira de vacinação e documento de identificação profissional no caso dos profissionais da saúde.

Na vacinação contra o Sarampo, os primeiros a serem imunizados são os trabalhadores da saúde, de 4 a 30 de abril. Em seguida, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, entre 2 de maio e 3 de junho. “A principal importância da vacina é que elas são a melhor proteção contra as doenças. Por isso, fazemos o chamamento para os grupos prioritários, de forma que estejam sensibilizados para que compareçam aos postos de vacinação, os quais já foram abastecidos”, afirmou a chefe do Departamento de Controle das Doenças Imunopreveníveis da SES, Halice Figueiredo.

Para Deusimar do Nascimento, de 67 anos, vacinar-se é um ato de responsabilidade. “Vacina é sinônimo de saúde, independentemente de qual seja. Eu sou a favor de todas”, compartilhou.

Dona Maria Raimunda Lima, de 79 anos, comentou que vacinar é a melhor coisa a ser feita. “A vacina já nos defendeu de muita coisa. Eu acredito na vacina e enquanto eu viver continuarei a acreditar nela. Todos os anos, assim que anunciam o início da campanha, eu procuro local para receber a minha”, disse.

Daucyana Castro

POSTAGENS

RECENTES


Governo leva Saúde na Praça à população da Região de Itapecuru-Mirim

Fotos: Ilano Lima O Governo do Estado levou, nesta quarta-feira (25), as ações do Programa Saúde na Praça ao município [...]

Lacen comemora 103 anos de fundação com ação para colaboradores

O Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen-MA) completou na última sexta-feira, 20, 103 anos de fundação e para [...]

Equipe da rede estadual de saúde emociona paciente com ida à praia para rever o mar

Fotos: Laécio Fontenele “Só de estar aqui com vocês, com toda a equipe que me auxilia, que cuida da minha [...]