Governo do Maranhão promove capacitações para aumentar qualidade de atendimento nas UPAs

Com o objetivo de melhorar o atendimento, e, consequentemente, os indicadores de saúde do Estado, o Governo do Maranhão, está realizando um amplo processo de reestruturação nas UPAs administradas pela Emserh.

Antônio Marcos é técnico de gesso da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Araçagi, na Região Metropolitana de São Luís. Acostumado a lidar com pacientes fragilizados por acidentes ortopédicos, ele agora passa por um treinamento de qualidade com o objetivo de humanizar ainda mais o acolhimento aos usuários da Unidade. “É ótimo ter a oportunidade de aprender formas de melhorar e aprimorar o atendimento. Minha expectativa é que esse trabalho tenha continuidade, para que eu me desenvolva ainda mais como profissional”, disse.

 

Com o objetivo de melhorar o atendimento, e, consequentemente, os indicadores de saúde do Estado, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), está realizando um amplo processo de reestruturação dos procedimentos de qualidade e atendimento nas UPAs administradas pela Emserh nos municípios de São Luís, Imperatriz e São João dos Patos.

 

O Trabalho da Equipe de Qualidade da Emserh compreende treinamentos, elaboração de protocolos, instruções de trabalho e padronizações dos serviços. O procedimento, que iniciou na UPA Araçagi, será adotado nas demais UPAs, mobilizando todo o quadro de colaboradores, fornecedores e demais parceiros das Unidades.

 

O secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, destaca que a humanização na prestação de serviços da saúde é uma das características mais importantes do atendimento. “Quando qualquer paciente chega em um hospital, principalmente de pronto atendimento, precisa ser tratado com carinho e respeito. Essa é a missão de todos os profissionais de saúde no governo Flávio Dino, que desde janeiro do ano passado tem intensificado as ações de capacitação e reciclagem com a intenção de melhorar  a qualidade dos serviços de saúde prestados à população”.

 

Para Carlos Lula, subsecretário da SES e presidente da Emserh, a missão do Estado é garantir um atendimento de qualidade e excelência à população. “A missão da Emserh é dar um atendimento de excelência ao usuário do serviço público. Vamos trabalhar para que o usuário sinta confiança no trabalho dos profissionais da rede pública de saúde”.

“A resposta está sendo muito positiva diante de todo o processo. Já vimos mudanças de rotina nos setores, melhoria na limpeza e a receptividade com relação aos treinamentos e qualificação. O nosso objetivo é exatamente esse, excelência profissional, redução de falhas e custos e satisfação do usuário. Somando tudo isso, teremos uma melhora significa na assistência aos usuários”, avalia a coordenadora de qualidade da Emserh, Carolina Marques.

 

Estão envolvidos nas capacitações, para reestruturação do atendimento e dos processos internos uma ampla equipe formada por profissionais de enfermagem, assistentes sociais, psicólogos, especialistas em hotelaria e fisioterapeutas. As atividades foram elaboradas de acordo com o cronograma de treinamento programado para todos os profissionais que trabalham na Unidade do Araçagi.

 

“Durante o treinamento, temos oportunidade de aprofundar com os servidores a importância da proteção e do uso correto dos equipamentos e dos instrumentos. Os profissionais ficam felizes em saber que a gestão da Emserh se preocupa com eles, o que reflete positivamente no atendimento ao paciente”, disse a técnica em Segurança do Trabalho da Emserh, Ítala Santos.

 

Carolina Marques enfatiza que o foco da equipe de qualidade da Secretaria de Estado da Saúde e da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares é proporcionar a padronização e humanização do atendimento em todas as UPAs sob responsabilidade da Emserh para garantir que o atendimento ao paciente seja o melhor possível. “O processo de humanização do atendimento ao paciente só é possível com a humanização dos nossos funcionários. Garantir a motivação e a mobilização de todos é nossa tarefa permanente”, diz.

 

UPAs

 

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) fazem parte da Política de Urgência e Emergência, que estrutura e organiza a rede de saúde com o objetivo de integrar a atenção às urgências. No Maranhão, as UPAs em funcionamento estão classificadas em dois portes. As de Porte II têm capacidade de atender na área de abrangência de 100 a 200 mil habitantes. Já as UPAs de Porte III, caso da UPA do Araçagi, atende a uma população na área de abrangência de 200 a 300 mil habitantes.