Governo apresenta estrutura e serviços da Casa de Apoio Ninar a técnicos do Ministério da Saúde e a deputados estaduais

Ninar

 

Durante a visita, a comitiva foi acompanhada pelo secretário Carlos Lula a cada espaço da Casa de Apoio Ninar. Foto: Julyane Galvão

 

A Casa de Apoio Ninar, localizada na Praia de São Marcos, está recebendo os últimos ajustes. O Governo do Estado deve entregar o equipamento no início do segundo semestre deste ano. A unidade da rede estadual de saúde vai acolher famílias que precisam permanecer em São Luís durante o tratamento das crianças com problemas de neurodesenvolvimento. Elas passarão a ter acesso ao equipamento com multiprofissionais, consolidando mais um importante avanço na saúde pública do Maranhão.

Durante a terça-feira (20), técnicos do Ministério da Saúde (MS) e deputados estaduais visitaram as instalações e conheceram os serviços que serão implantados na Casa de Apoio Ninar. Entre os amplos espaços de atendimento, dormitórios, consultórios, espaço para musicoterapia, entre outros, o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, apresentou a estrutura aos deputados e técnicos do Ministério da Saúde (MS), acompanhado da subsecretária de Estado da Saúde, Karla Trindade, e da neuropediatra Patrícia Sousa, coordenadora da Casa de Apoio Ninar.

 

Deputado Rogério Cafeteira, secretário Carlos Lula e subsecretária Karla Trindade durante a visita a obra que está em fase final. Foto: Julyane Galvão

“Esse é um projeto importante de assistência à saúde das crianças maranhenses que tem microcefalia e outras patologias neurológicas. Aqui, elas irão receber acompanhamento multiprofissional, suas famílias também serão acolhidas e envolvidas nesse processo de reabilitação. Vamos incentivar a capacitação profissional, pois as famílias do interior virão acompanhadas de profissionais que serão capacitados para oferecer todo o suporte no tratamento dessas crianças, quando elas retornarem aos seus municípios”, informou o secretário Carlos Lula.

O deputado estadual Levi Pontes ficou satisfeito com as informações e o estágio da obra observado durante a visita. “O que eu pude ver aqui é a sensibilidade que o Governo teve de transformar esta casa em algo com alcance social e com olhar diferenciado para um problema tão delicado e grave que aflige realmente toda a família. Com certeza vai servir de exemplo para o resto do país”, comentou.  O deputado estadual Rogerio Cafeteira também participou da visita.

A equipe do Ministério da Saúde destacou o que considerou o diferencial do projeto. “Viemos conhecer essa estratégia que o Maranhão está adotando de ter esse atendimento específico que contempla o cuidado, a pesquisa e a educação permanente dos profissionais. O projeto atende tanto a questão da família, que a gente considera que tem sido pouco assistida, quanto a criança. É um planejamento perfeito”, comentou Jacirene Gonçalves Lima, da Coordenação Geral da Saúde da Criança do Ministério da Saúde.

Profissionais que atuam com reabilitação infantil também participaram da visita. Os técnicos estão participando da II Oficina de Capacitação com os municípios que tiveram mais de quatro casos confirmados de microcefalia. De acordo com Patrícia Sousa, coordenadora da Casa de Apoio Ninar, o objetivo da educação permanente dos profissionais é oferecer apoio às crianças em tratamento próximo aos seus domicílios.

“A intenção da Casa é ser uma casa de formação continuada para que a gente possa conseguir monitorizar essas crianças de onde elas estiverem. Para que quando elas estejam em suas cidades não haja prejuízo do seu tratamento e do seu desenvolvimento. O que a gente quer é evitar que essas crianças viajem quilômetros para ter um dia de estimulação na capital. Então, com essa capacitação, haverá mão de obra qualificada para estimular essa criança na própria cidade em que ela mora”, explicou Patrícia Sousa.

 

Fonte