Estoque do Hemomar recebe reforço com doação da Polícia Rodoviária Federal


Instituições seguem reforçando a campanha para ampliar o estoque de sangue no Hemomar (Foto: Reprodução)

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) recebeu, na terça-feira (7), a doação de policiais rodoviários federais. A doação do grupo contribui para o aumento do estoque de bolsas de sangue, comprometido por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Diante do cenário, o Governo do Estado segue reforçando a campanha para ampliar a arrecadação.

Por conta das medidas de isolamento social adotadas para combater a pandemia do Covid-19, as doações de sangue tiveram uma queda e os estoques de bolsas ficaram em nível crítico, apesar das medidas adotadas pelo Hemomar para garantir a segurança dos doadores.

De acordo a coordenadora de captação do Hemomar, Frassinete dos Santos Araújo, por conta das ações de distanciamento social, várias pessoas que buscam o hemocentro não estão tendo paciência para aguardar a sua vez de fazer a doação. 

“Com a questão do distanciamento social, o atendimento fica mais moroso porque não podemos aglomerar muitas pessoas na nossa recepção. Mesmo com as tendas externas que colocamos, o atendimento fica mais lento e muitas pessoas não estão tendo a paciência de esperar”, lamenta a coordenadora, que acrescenta que o agendamento de pequenos grupos continua funcionando e pode ser feito por mensagem de WhatsApp no 9162-3334. As vans estão disponíveis para realizar o transporte de até seis pessoas por vez.  

Segundo Frassinete dos Santos Araújo, as doações de instituições, como as Polícias Civil e Rodoviária Federal, são muito importantes para elevar o nível do estoque de sangue. Nesta quarta-feira (8), com o suporte da campanha da PRF, já haviam sido realizadas 149 doações. Na semana passada, militares do Exército Brasileiro também estiveram no Hemomar para dar sua contribuição. 

De acordo com o assessor de Comunicação da PRF, Antonio Norberto, a mobilização realizada pelo órgão tem como objetivo aumentar o número de doações de sangue com a presença de policiais rodoviários federais nos hemocentros do país. 

“Muita gente não está doando porque está em casa. Então, a PRF tem provocado a si mesma, provocado seus servidores e outras instituições, outros colegas, outros parceiros para também vir doar sangue. Na hora que a gente está doando sangue, a gente faz um vídeo e coloca no instagram, e esse vídeo é desafiando outra instituição, um outro colega, e aí fica algo em cadeia, um provocando o outro, e a ideia é contagiar várias instituições, vários órgãos, várias pessoas em todo o Brasil”, explica. 

Um desses policiais rodoviários federais do estado que já fez a sua parte foi Benício Melo, 43 anos, que esteve na terça-feira no Hemomar. “Além da gente doar nosso tempo na nossa profissão, eu acho que doar sangue é um ato solidário nesse momento de crise”, afirma.

Outra instituição maranhense que também está se mobilizando é a Polícia Civil do Maranhão, que está aderindo ao projeto Sangue de Heróis, realizado pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh). 

“A Polícia Civil do Maranhão, em parceria com a Emserh, está desenvolvendo uma campanha para que os policiais civis doem sangue. Eu já fiz a minha parte, estive no Hemomar, fiz uma doação voluntária porque eu acredito que, nesse momento de pandemia, que a gente não sabe o que vai acontecer, como é que as coisas vão fluir, é importante a gente se preocupar com o próximo, a gente fazer a nossa parte e ter empatia com as pessoas que precisam”, destaca a delegada Ana Zélia Gomes. 

Critérios para doar sangue:
– Estar bem de saúde 
– Pesar acima de 50 quilos 
– Estar bem alimentado no dia da doação 
– Não ingerir alimentos gordurosos nas horas que antecedem a doação 
– Não ingerir bebida alcoólica no dia anterior à doação 
– Estar acompanhado por um responsável legal, caso tenha 16 ou 17 anos 
– Levar documento oficial com foto