EMSERH realiza Dia de Sensibilização para a prevenção do câncer de mama

Foto 1Em alusão ao Outubro Rosa, a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares – EMSERH, realizou nesta sexta-feira, 7, uma ação para alertar as mulheres da instituição sobre a importância de prevenir o câncer de mama. Intitulado de Dia de Sensibilização para a Prevenção do Câncer de Mama, a ação reuniu cerca de 100 mulheres, entre colaboradoras e convidadas, e teve na programação um bate-papo com a enfermeira oncológica, Solange Moraes e um aulão de zumba no encerramento do evento.

Para a presidente da EMSERH, Dra. Ianik Leal, orientar as colaboradoras sobre os cuidados para prevenir o câncer de mama é de extrema importância, especialmente pela quantidade de mulheres que trabalham na empresa. “Temos um quadro de colaboradores composto em sua maioria por mulheres. Diante disso, não podíamos deixar o Outubro Rosa passar em branco. E parar a rotina por alguns minutos que seja para mostrar para elas como é sério o problema do câncer de mama e como é simples e importante a prevenção, reforça o cuidado e compromisso que temos com a saúde dessas mulheres”, explicou a presidente.

A colaboradora Ítala Santos aprovou a programação e destacou a importância de abordar a temática. “Foi extremamente satisfatório ter participado desse evento, até porque é uma campanha muito necessária, pois somente com a conscientização da necessidade do diagnóstico precoce que vamos conseguir mudar essas estatísticas que são tão altas sobre o câncer de mama. Foi realmente um momento de conhecimento!”, disse a técnica em segurança do trabalho.

Sensibilização

A enfermeira oncológica, Solange Moraes, fez a sensibilização sobre a importância do auto exame na prevenção do câncer de mama e destacou que as mulheres não devem ter vergonha de se tocar. “É impressionante como ainda recebemos no Hospital do Câncer Tarquínio Lopes pacientes que não sabiam que tinham câncer porque nunca fizeram o auto exame. Não é vergonha nenhuma as mulheres se tocarem, se verem no espelho, e avaliar se os seios estão normais, se não há nenhum cisto ou nódulo. E importante também o papel dos maridos nesse momento. Muitos casos são detectados por eles, que ao tocar suas esposas percebem a anomalia e as levam ao hospital”, explicou.

Foto 2Adotar hábitos de vida saudáveis também é uma forma de prevenção. Pensando nisso, a professora de Zumba e psicóloga da EMSERH, Regienne Peixoto, e a enfermeira, Stefany Sousa, reuniram as mulheres para uma animada aula de zumba, que marcou o encerramento da ação. “É preciso incentivar as mulheres a cuidarem mais da saúde e a atividade física, mais precisamente a dança, faz muito bem, porque gera auto estima, libera endorfina, o que dá a sensação de bem estar, sem contar que ainda é um fator de socialização e melhora o condicionamento físico”, comentou a professora de Zumba, Regienne Peixoto.