Dia D do Novembro Azul no Pam Diamante tem mutirão de consultas e palestras

“Faço os exames todo ano. Vejo que os urologistas falam que se não fizermos os exames, fica uma incerteza. É aquele ditado: é muito melhor prevenir do que remediar. E na medicina, existe o segredo, o que o médico vê, ele não vai relatar. É melhor se prevenir do que querer ser machão”.

O depoimento é do encanador industrial Ivaldo Pires, de 58 anos. Morador da Fé em Deus, Ivaldo foi um dos cem pacientes que venceram o preconceito, se submeteram aos exames de PSA e toque durante o mês de novembro. Nesta sexta-feira (23), retornaram ao Centro de Especialidades Médicas e Diagnóstico (Cem) Diamante para apresentar os resultados à equipe de urologistas no Dia D do Novembro Azul.

Telmo Botelho, de 50 anos, fez o primeiro exame aos 45. Apesar de não ter realizado os exames nos últimos anos, retornou à unidade para atualizar os cuidados este ano. Ele convocou o público alvo da campanha a procurar o autocuidado e elogiou o atendimento que recebeu no Pam Diamante. “A campanha para mim é excelente. Eu até diria para os colegas, os homens que se acham machistas, que não pensem dessa forma porque precisamos buscar a nossa saúde. Eu quero viver mais cem anos. Gostei muito do ambiente, fui muito bem recebido pelos funcionários daqui, estamos vendo que está realmente funcionando”, afirmou Telmo.

De acordo com o diretor geral do Cem Diamante, Phil Camarão, a intenção do Novembro Azul promovido na unidade é executar a política de saúde preventiva e proativa incentivada pela Secretaria de Estado de Saúde, coordenada pelo secretário Carlos Lula.

“Nós estamos aqui cumprindo o papel de oferecer saúde de qualidade e orientações preventivas a quem ingressa ao Pam Diamante. Hoje estamos especialmente tratando do Novembro Azul e é uma satisfação ver o auditório lotado de homens que desejam mais informação e preservação de sua saúde, homens que vieram para se cuidar”, comentou o diretor geral da unidade, Phil Camarão.

O médico Amarildo Nobre Monteiro, que coordena a equipe de Urologia do Cem Diamante, comenta que uma das principais preocupações em campanhas como essa é disseminar as informações corretas sobre o tema e conscientizar o paciente.

“A prevenção na próstata é feita a partir do toque retal e do exame de PSA, um exame de sangue. O homem é resistente a esse cuidado, há todo um preconceito em cima desses exames. Mas nós temos uma equipe de urologistas multidisciplinar à disposição de todo o Maranhão. Outra questão é que a informação na saúde do homem é muito precária, fica em segundo plano. A gente precisa de mais campanhas dessas em todo o Brasil, porque o homem, apesar de se achar forte, também precisa de cuidados médicos”, reiterou Amarildo.

PREVENÇÃO

Durante o evento, voltado para homens com idade superior a 45 anos, as enfermeiras Rafaella Pedroza e Julieta Rocha apresentaram palestras esclarecedoras, a respeito dos cânceres de pênis e próstata, respectivamente. O público participou com perguntas e adquiriu mais informações científicas sobre os órgãos masculinos passíveis de câncer, fatores geradores das doenças e formas de prevenção.

Elas detalharam que a incidência do câncer de próstata é mais comum em homens de raça negra e cujos familiares já tiveram câncer. Segundo Julieta Rocha, entre os mecanismos de prevenção do câncer de próstata está uma vida saudável, sem uso de álcool ou fumo, alimentação balanceada e práticas de atividades físicas. No Maranhão, apenas em 2018, a estimativa é de que 1220 homens apresentem câncer de próstata.

Já para evitar o câncer de pênis, o cuidado elementar é com a higiene íntima, a partir da limpeza adequada do órgão genital masculino. Dados da Sociedade Brasileira de Urologia dão conta de que o Maranhão é o estado com maior índice de câncer de pênis do Brasil. A enfermeira Rafaella Pedroza alertou para a necessidade de cuidado redobrado com a higiene e ensinou o passo a passo aos homens que acompanharam a palestra.

Uma equipe de Enfermagem realizou ainda outros cuidados com os homens que passaram pelo Pam na manhã de sexta-feira: aferição de pressão arterial e glicemia. Também foram distribuídos kits de higiene pessoal, idealizados pelo Serviço Social da unidade. Os pacientes que aguardavam as consultas para apresentar o exame também desfrutaram de um lanche oferecido na recepção do Cem Diamante.

Nos últimos seis meses, mais de 1500 consultas urológicas foram realizadas na unidade. Apenas em novembro, foram mais de 400, segundo a coordenação de Urologia. O Pam Diamante dispõe de uma equipe com seis urologistas e realiza consultas e exames urológicos durante todo o ano. A unidade é gerenciada pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) e compõe a rede de saúde do Maranhão.

“O governo do Estado têm fortalecido as campanhas preventivas de saúde, estratégias importantes dentro da política pública de enfrentamento às doenças. Estar informado, sem dúvida, ajuda muito na prevenção.”, destaca o presidente da EMSERH, Vanderley Ramos.