Comitiva japonesa visita Hospital Aquiles Lisboa e nova ala de internação é entregue

O presidente da Fundação Nippon, embaixador da Boa Vontade da Organização Mundial da Saúde para Eliminação da Hanseníase e embaixador do Japão para os Direitos Humanos das Pessoas Afetadas pela Hanseníase, Yohei Sasakawa, visitou na tarde de sexta-feira (05) o Hospital Aquiles Lisboa, referência estadual para o tratamento da hanseníase no Maranhão. Na ocasião, o Governo do Maranhão entregou a ala de internação completamente reformada com 18 leitos.

Foi a primeira visita do presidente da fundação japonesa e sua comitiva ao estado, onde financia o Projeto Abordagens Inovadoras para intensificar esforços para um Brasil livre da Hanseníase. O projeto contempla abordagens em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Alcântara e Raposa, além de municípios de outros cinco estados.

“O Aquiles Lisboa é um Hospital muito simbólico, pelo que significou no passado e pelo que pode significar no futuro. Aqui era um local de isolamento, onde as pessoas eram deixadas. Simbolizou a negação de direitos por parte do Estado. Nossa intenção é transformar o Aquiles Lisboa, agora, em um local de conquistas de direitos. Queremos nos tornar em referência mundial no combate à hanseníase”, destacou o secretário de estado da Saúde, Carlos Lula.

Durante a visita, foi entregue à população e pacientes a ala de internação do hospital com 18 leitos, que passou por reforma, que incluía serviços de reestruturação do telhado, substituição de peças de madeira da cobertura, desmontagem e recuperação do forro, troca de piso, entre outros.

“É um dia festivo para pacientes e colaboradores. Entregamos um espaço digno para que a gente possa atender à população com a qualidade necessária. A gente busca sempre um SUS que dá certo, que é um SUS que cuida bem das pessoas”, comentou o diretor geral da unidade, Raul Fagner Leite da Silva.

Quem aprovou as novas instalações foi o paciente Flávio Serafim Lisboa, que mora na comunidade desde que o local ainda era uma colônia. Internado por conta de algumas feridas nos pés, ele ficou feliz com o cuidado com o hospital. “Hoje, a estrutura daqui, no âmbito humanitário, está muito melhor. Os profissionais se aproximam da gente, trata com carinho. As instalações estão ótimas”, disse.

Também integravam a comitiva japonesa o diretor executivo do Sasakawa Memorial Health Foundation, Takahiro Nanri; o diretor executivo da Nippon Foundation, Ichiro Kabasawa; a diretora de programas da Nippon Foundation, Kiyomi Takahashi; a gerente de programas da Nippon Foundation, Asahiro Hitaka; e o diretor do programa da Nippon Foundation, Shota Nakayasu.

“Para além de toda entrega de equipamento das ações Flávio Dino, vale muito a presença do secretário Carlos Lula e do diretor Raul, porque esse acompanhamento de perto garante a humanização do serviço, porque se consegue ver de perto toda realidade. Essa é uma determinação do governador Flávio Dino. Fico feliz com o resultado que vi”, salientou o secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Rubens Pereira Jr.

Além da comitiva japonesa, acompanharam a visita o deputado estadual Yglésio; o assessor regional para doenças negligenciadas da Organização Pan Americana de Saúde (OPAS), Santiago Nicholls; o chefe substituto de cooperação internacional da Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde do Ministério da Saúde, Vinicius Ferreira; o coordenador nacional do movimento de reintegração das pessoas afetadas pela hanseníase (Morhan) e conselheiro do conselho nacional de saúde (CNS), Artur Custódio.