Centro de Reabilitação do Olho d’Água realiza mais de 37 mil atendimentos em 2016

Foto HidroterapiaCom serviços que trabalham a reabilitação física e intelectual, o Centro de Reabilitação (CER) do Olho d’Água ultrapassou a marca de mais de 37 mil atendimentos somente este ano. Apenas em março foram realizados mais de 12 mil atendimentos.

 

De acordo com a diretora-geral do CER, Renata Caldas, comparando os atendimentos já realizados em 2016 com 2015, a média mensal dobrou. “Creditamos esse crescimento ao fato de o Centro de Reabilitação ser hoje o de maior referência no estado. Fazemos cerca de 8 a 9 mil atendimentos por mês para um público muito extenso, a partir de 3 meses de idade. E algo que contribuiu muito para esse crescimento foi a oferta de alguns serviços como os de atividade em grupo, que a gente consegue trabalhar com um número maior de pacientes, como é o caso da hidroterapia, das aulas de dança, de alongamento…”, explicou. Em agosto de 2015, para ampliar o número de atendimentos e oferecer um serviço de reabilitação especializado, o Governo do Maranhão inaugurou mais os setores de neuropediatria, pilates e reabilitação física. À época, eram realizados cerca de 3 mil atendimentos mensalmente.

 

Público diverso

De acordo com Renata, o público atendido pelo Centro é diverso e, por isso, as opções de serviço também são variadas. “Nosso paciente vem encaminhado pelo SUS, para fazer uma fisioterapia, uma fonoaudiologia, e acaba usufruindo de outros serviços que oferecemos aqui, como as atividades de fisioterapia e dança na piscina, as próprias aulas de dança, que sempre tem turmas cheias e a academia e o pilates. Além de tratarmos a reabilitação do paciente, acabamos contribuindo para o bem-estar deles também”, explicou.

 

Moradora do bairro Liberdade, desde junho de 2015, dona Joana Evangelista, de 82 anos, frequenta o Centro de Reabilitação. Mesmo sendo um pouco distante de sua residência, ela conta que acorda muito disposta, às 4h, para chegar ao CER cedo e se exercitar na primeira turma das segundas e quartas. “Eu acordo cedo, pego o primeiro ônibus para vir pra cá, porque gosto de chegar cedo pra participar de tudo. Faço a aula na piscina, depois vou pra dança e depois ainda faço alongamento. Gosto demais daqui, todos tratam nós vovós muito bem aqui”, contou já animada para ir à próxima aula.

 

Para dona Ignês Maria José da Silva Soares, de 72 anos, os trabalhos de reabilitação na piscina ajudaram na melhoria da sua locomoção, limitada pela artrose e osteoporose. “Quando cheguei aqui, tinha muita dificuldade para andar. Hoje já dou minhas passadinhas e participo de tudo: dança, fisioterapia e eu melhorei tanto aqui, que não quero sair daqui tão cedo”, afirmou.

 

Serviços

Com a ampliação, o CER totaliza hoje 14 serviços que são: fisioterapia, psicologia, educação física, terapia ocupacional, assistência social, psicopedagogia, hidroginástica, fonoaudiologia, dança, academia, acupuntura, pilates, nutrição e neuropediatria.

 

“Nós temos hoje uma estrutura que funciona muito bem e mesmo com o nosso número de atendimentos crescendo a cada mês, nós conseguimos manter a disponibilidade de vagas, evitando as filas de espera para atendimento”, finalizou a diretora.