Agências regionais de saúde recebem microscópios especiais para detecção de vetores de endemias

 

Microscópios especiais para estudo de insetos foram entregues para as 14 regionais de saúde do estado. (Foto: Julyane Galvão)

O Governo do Estado entregou nesta quinta-feira (7), microscópios entomológicos a 14 regionais de saúde do estado – quatro já haviam sido entregues em outras ocasiões, totalizando 18 regionais beneficiadas. Os equipamentos serão usados na identificação de vetores de endemias – com especial atenção para as arboviroses (doenças transmitidas por insetos, como é o caso da Zika vírus e dengue), fortalecendo as ações do Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen) no estado.

Os microscópios entomológicos são aparelhos especiais para estudo de insetos e serão úteis na detecção de vetores contaminados que circulam nos municípios. “Com a descentralização do serviço, vamos poder fazer um controle de qualidade melhor e obter dados estatísticos mais relevantes. Além disso, vamos poder dar respostas mais hábeis e precisas para a população”, destacou a diretora geral do Lacen, Conceição Pinto.

Uma das vantagens apontadas para os municípios auxiliados pelas regionais é a possibilidade de se pensar estratégias de saúde mais focais e rápidas, uma vez que o tempo de análise das amostras diminuirá por ser feita na unidade regional de saúde e não mais em São Luís.

“É uma atividade de vigilância, que dá suporte para que a atenção primária execute suas ações. O diagnóstico é fundamental para que as equipes de Estratégia da Família e médicos das unidades de saúde tenham segurança nos procedimentos. Ajuda a projetar ações que precisam ser desenvolvidas”, ressaltou o secretário adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Marcelo Rosa.

Para o gestor regional de Chapadinha, Alex Sandre Sousa Marinho, a política de equipar as regionais contribui para um trabalho mais eficaz. “Os microscópios vão acelerar o diagnóstico das arboviroses, um dos grandes males de saúde pública. Isso faz com que a regional dê uma resposta mais rápida para os municípios, contribuindo para um planejamento do combate aos mosquitos”, comentou.

Gestores regionais

A entrega dos equipamentos aconteceu durante a reunião técnica bimestral realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) com as regionais. “As reuniões são agendas deliberativas e para capacitarmos ainda mais os gestores. As regionais são a SES na região, por isso precisamos estar preparados e equipados para resolver as questões junto aos municípios”, informou o coordenador das Regionais de Saúde, Aristeu Marques de Almeida.

fonte: Secretaria de Estado da Saúde(SES )