Hospital Presidente Vargas completa 74 anos e amplia atendimento

A unidade de saúde localizada no bairro Jordoa anunciou a entrega do ambulatório de tuberculose reformado e de nove leitos de UTI

HOSPITALPRESVARGASO Hospital Presidente Vargas, referência no tratamento de doenças infecciosas como HIV, tuberculose e doenças tropicais, completa hoje, 24, 74 anos de existência. Construído no bairro Jordoa, a unidade de saúde é administrada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) e gerida pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH).

Segundo a diretora do hospital, enfermeira Leyna Melo Lima, o Hospital Presidente Vargas foi projetado para atender a pacientes com tuberculose e servia como um sanatório. Antes, os pacientes com esse diagnóstico eram isolados. No entanto, com o passar dos anos, superou suas expectativas e tornou-se um hospital de referência no Maranhão no combate a doenças infecciosas.

Atualmente, dispõe de 53 leitos, sendo 36 da Enfermaria, e 17 da UTI, além de um leito de isolamento. Leyna Lima informou que o ambulatório de atendimento a pacientes com tuberculose recebeu melhorias e deverá ser entregue nos próximos dias. Diversas especialidades médicas são oferecidas: infectologia, enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, nefrologia, nutrição, odontologia, pneumologia, psicologia, serviço social e terapia ocupacional, além de serviços de imagem.

WhatsApp Image 2017-08-23 at 5.37.05 PM

De maio a junho deste ano, 43.983 atendimentos foram realizados no hospital, entre consultas médicas, exames e outros procedimentos, como pequenas cirurgias e tratamentos odontológicos.

Sobre as ações realizadas na semana de comemoração a data de aniversário do Presidente Vargas, Leyna Lima destacou que existe um grande contingente de pessoas em tratamento na unidade e nada melhor que transmitir orientações para os pacientes e funcionários sobre as doenças que tratamos na unidade. “A procura é muito grande, é a unidade de referência no tratamento de HIV, tuberculose e doenças tropicais. Portanto, temos uma programação contínua voltada para os pacientes e acompanhantes que saem daqui bem informados e de certa forma, mais felizes”, disse a diretora do hospital, Leyna Lima, durante oficina realizada por funcionários, pacientes e alguns acompanhantes.

Funcionário – O cirurgião dentista, Ronaldo Barbosa, um dos funcionários mais antigos do Presidente Vargas recorda emocionado quando ingressou no hospital em 1976 para ocupar o cargo de dentista, no seu primeiro emprego. “É uma satisfação e uma realização como profissional de levar esse sorriso que os pacientes saem daqui, após tratamento com a nossa equipe de odontólogos”, finalizou.

Fonte: Comunicação e Marketing EMSERH